PUB

Círculo Santiago Sul

Legislativas/Praia: Ainda havia gente a chegar na Achadinha e Capelinha para votar perto da hora do fecho das urnas

Às 18h, hora em que era suposto encerrarem as urnas em todo o país, ainda havia gente a chegar nas assembleias de voto da Achadinha, Capelinha e até Bairro, na Praia, para votar. Conforme constatou o A NAÇÃO no local, a afluência era grande durante a tarde, mas também a aglomeração dos militantes dos dois principais partidos, a fazerem boca de urna. A PN no local tentou dispersar as pessoas.

Na Escola Secundária Regina Silva, apesar de muita afluência dos votantes às urnas, o desentendimento entre os delegados dos partidos (MpD e PAICV),  que aconteceu de manhã, são águas passadas, por enquanto. A partir das 10 horas, todas as mesas começaram a funcionar normalmente, incluindo durante a tarde.

Tendo em conta que os eleitores desta região costumam permanecer no espaço mesmo depois de exercerem os seus direitos, os agentes policiais têm vindo a exercer as suas funções mantendo ordem, e exigindo que os mesmos abandonem o espaço. No entanto, estes se amontoaram logo na entrada, ao longo do período da tarde, com a PN sempre a tentar dispersá-los.

Também na Escola Capelinha a situação melhorou ao longo da tarde e houve uma afluência razoável às mesas de voto.

Na escola primária do Bairro Craveiro Lopes que, segundo um dos agentes policiais, também registou algumas “rixas” entre os delegados dos partidos, a votação decorreu dentro da normalidade no período da tarde.

A forte afluência às urnas nas Assembleias de Votos em Achadinha e arredores leva os presidentes das mesas a acreditarem que desta vez a abstenção será menor na região, pois, em algumas salas, mais de metade dos presentes na lista já compareceram.

No entanto, os mesmos dizem que ainda é cedo para qualquer afirmação.

De realçar que em todas as Assembleias de Voto em questão foram criadas as condições sanitárias para evitar a propagação da covid-19 e também rampas de acessibilidade para idosos e cadeirantes.

O problema são as pessoas que permanecem no local de voto, fazendo boca de urno, causando confusão e constrangimentos.

Nas legislativas deste domingo, 18, serão eleitos 72 deputados para a Casa Parlamentar, em 13 círculos eleitorais, sendo dez no país e três na diáspora.

Santiago Sul, com 19 mandatos, Santiago Norte, com 14, e São Vicente, com 10 deputados, são os maiores círculos eleitorais do país. Santo Antão elege seis deputados, Fogo cinco e Sal elege quatro deputados.

Já Brava, Maio, Boa Vista, São Nicolau e os três círculos eleitorais da diáspora elegem dois deputados, cada.

O MpD, PAICV e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três da diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top