PUB

Política

UCID exige posição do Governo sobre manifestação de 5 de Julho em São Vicente

A União Cabo-verdiana Independete e Democrata (UCID) exigiu ontem, em conferência de imprensa, um posicionamento do poder central sobre a manifestação de 5 de Julho em São Vicente, realizada pelo movimento civil SOKOLS.
Para António Monteiro, presidente da UCID, tratou-se de uma manifestação cívica de qualidade, que retrata a vontade popular do povo de São Vicente, porquanto nao se pode ´´fazer orelhas moucas“ e ´´fingir“ que manifestações do tipo sejam algo normal.
A UCID interpreta esta manifestação como um alerta aos poderes central e local para que medidas urgentes sejam tomadas no sentido de se resolver os problemas pendentes das ilhas de São Vicente, Santo Antão e São Nicolau, no que tange a questões de transportes marítimos e aéreos e da própria economia das ilhas.
‘’Sentimo-nos confortados, porque, mais uma vez, as exigências que temos feito no parlamento nacional estão a ter, junto do povo, a devida atenção e o devido tratamento’’, explica Monteiro, que defende que o Governo tenha em consideração esta forte chamada de atenção, para evitar, no futuro, situações mais complexas e de dificil solução.
Para o líder da UCID, o Governo não está em sintonia com os desafios do povo das ilhas do norte, o que considera ‘’extremamente grave’’, na medida em que há cada vez mais pessoas a se manifestarem com o seu desagrado, cada vez mais rancor relativemente às atitudes dos políticos e dos governos, o que pode dar origem a situações difíceis de combater.
‘‘Queremos precaver para que a indignação e revolta do povo não se estrapole para um nervosismo exacerbado para que, em vez de uma manifestação cívica, comecem a afzer manifestações que possam por em causa a paz social.’’
Portanto, a atitude que o Governo deve ter perante essa manifestação, considera António Monteiro, é uma atitude de humildade, de reconhecer que há ainda muito por fazer e que os anuncios que, infelizmente, vão sendo feitos e sem respaldo prático já não convencem a população. ‘’Os sanvicentinos querem ação.’’
A UCID, garante Monteiro, irá continuar a fazer aquilo que lhe compete como partido político, como defensor dos ideais da população, sem deixar de apoiar a sociedade civil naquilo que for necessário. ‘’O povo é quem da o poder e é tambem quem o tira.’’
NA

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top