PUB

Economia

Governo disponibiliza cerca de 55 mil contos para mais uma candidatura ao FPEF

O Governo disponibiliza cerca de 55 mil contos para as candidaturas ao 17º concurso do Fundo de Promoção do Emprego e da Formação (FPEF) com data até 10 de Agosto, que foi lançado hoje no Mindelo.
O FPEF, segundo o gestor executivo, Danilson Tavares, afigura-se como um recurso de auxílio à formação profissional e que para se ter acesso será preciso aos candidatos estarem inscritos ou a frequentar uma acção de formação.
“Os jovens têm que procurar uma formação profissional de qualidade e com relevância para as necessidades da economia cabo-verdiana para permitir o emprego posteriormente e depois procurar o fundo e candidatar-se para o financiamento de pagamento de propinas”, assinalou o responsável, acrescentando que o 17ª concurso está aberto a partir de hoje e vai até 10 de Agosto.
Mas, segundo a mesma fonte adiantou à imprensa, na sequência do acto de lançamento do novo concurso e de avaliação dos resultados do 16º concurso, os jovens, que não tiveram possibilidade agora, podem estar “tranquilos”, porque se vai abrir mais dois concursos este ano.
O 17º concurso está orçado no total de cerca de 55 mil contos, destinados para três medidas agora afixadas, sendo a primeira para promover a qualificação, segunda de incentivo a criação ou implementação de ofertas por parte de entidades públicas e privadas e a última de incentivo a pequenos projectos.
“Os jovens que pretendem implementar ou que têm o sonho de um micro ou pequeno projecto podem aceder ao fundo”, assinalou Danilson Borges, que adiantou que neste caso a faixa etária abrangida alarga para os 35 anos, contrariamente ao de formação que é até os 30.
Desta forma, segundo a mesma fonte, o executivo disponibiliza cerca de 45 mil contos para a capacitação profissional, sendo 30 mil para os jovens formandos e 15 mil para as entidades formadoras e para os pequenos projectos o montante é de 10 mil contos.
“Mas, se as pessoas apresentarem bons projectos, o Governo está disposto está a disponibilizar mais fundos”, garantiu o gestor executivo, que espera ultrapassar os números de 16º concurso, que neste ano de 2019 beneficiou 1409 jovens.
Mesmo diapasão seguido pelo secretário de Estado para Inovação e Formação Profissional, Pedro Lopes, que presidiu o acto realizado na manhã de hoje num dos hotéis da cidade do Mindelo, e disse estar o Governo de Cabo Verde está a “apostar cada vez mais” na formação profissional, querendo “ir mais longe” para massificar a todos os jovens.
O objectivo, conforme este governante, é atingir cinco mil estágios profissionais e cinco mil formações anuais.
“São metas ambiciosas, mas precisamos olhar lá para cima, porque a formação técnica é cada vez mais importante para o nosso país e o estágio profissional também”, lançou, deixando a mensagem para que os jovens se preocupem em serem os “melhores”, que com certeza vão ter vistos pelas instituições.
E o Governo, por seu lado, concretizou, ao criar oportunidades, “não está a ajudar, mas a cumprir com as suas responsabilidades”.
O acto de apresentação dos resultados e de lançamento contou ainda com as intervenções do vereador José Carlos da Luz, em representação do presidente da Câmara Municipal de São Vicente e de dois jovens sanvicentinos, que deram o seu testemunho sobre as possibilidades que tiveram depois de se candidatar ao FPEF.
Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top