PUB

Mundo

Sahara Ocidental: Missão da ONU renovada por seis meses

O Conselho de Segurança renovou a missão das Nações Unidas no Sahara Ocidental, mas apenas por seis meses, devido a pressão dos Estados Unidos da América (EUA), contra a intenção da França e Marrocos, que queriam um ano.

Esta é a segunda vez que o mandato da Missão das Nações Unidas para o referendo no Sahara Ocidental (MINURSO) é prorrogado por apenas seis meses, tendo a primeira vez ocorrido em Abril.

Redatores do texto, os EUA acreditam que um mandato curto empurra as partes para encontrar uma solução em redor de uma mesa de negociação.

Além da MINURSO, Washington que quer, também, o fim do mandato no Kosovo, agiu desta forma para a missão de paz no Chipre, renovada em Julho, por apenas seis meses.

Em meados de Outubro, o embaixador francês na ONU, François Delattre, tinha defendido para a MINURSO um regresso a um mandato de um ano, também reivindicado pelo secretário-geral da ONU, o português António Guterres.

Paris sublinha a necessidade de “construir” a dinâmica iniciada pelo projecto de novas discussões internacionais sobre o Sahara Ocidental.

Organizado pelo enviado da ONU, o ex-presidente alemão Horst Kohler, essas discussões estão previstas para os dias 5 e 6 de Dezembro, em Genebra (na Suíça), e vão reunir Marrocos, a Frente Polisário (de Sahara Ocidental), a Argélia e a Mauritânia. As últimas conversações ocorreram em 2012.

Apoiada por Argel, a Frente Polisário defende um referendo de auto-determinação para o Sahara Ocidental. Marrocos rejeita qualquer solução que não seja autonomia para este território sob sua soberania.

Os Capacetes Azuis da MINURSO garantem um cessar-fogo entre as duas partes desde 1991.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top