PUB

Sociedade

São Domingos acolhe campanha de celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

O concelho de São Domingos (no interior de Santiago), acolhe, a partir desta quarta-feira, 24, as actividades alusivas à Campanha Nacional de celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, promovida pela Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania (CDHC).

A iniciativa –  segundo a Inforpress -, conta com o apoio da Edilidade local e com a participação especial do jovem artista Hilário Silva, autor da música oficial da Campanha, intitulada: “Nos tud tem direito”.

Esta quarta-feira, 24, o Salão Nobre da Câmara Municipal de São Domingos acolhe a sessão de apresentação da Campanha, cujo acto vai contar com a presença da presidente da CNDHC, Zaida Morais de Freitas, sendo presidido pelo edil Clemente Garcia.

Para quinta-feira, 25, estão agendadas actividades na Escola Secundária “Fulgêncio Tavares” (na Cidade de Várzea da Igreja), assim como zona de João Garrido.

A Campanha, que conta com o financiamento da União Europeia, foi lançada no passado mês de Junho, na ilha da Boa Vista, no âmbito do Projecto “Promovendo os Direitos Humanos e Laborais Através do GSP+”, com o apoio do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde.

Em Setembro, as celebrações aconteceram na ilha de São Nicolau,  com realizações de várias actividades  alusivas à data, nos concelhos da Ribeira Brava e do Tarrafal.

O objectivo dessa iniciativa é promover o conhecimento e o debate sobre a história, princípios e artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Pretende-se, ainda, estimular a população cabo-verdiana a interiorizar esses princípios no quotidiano e a reconhecer a responsabilidade de todos na promoção e defesa dos Direitos Humanos.

A Campanha consiste na divulgação de uma série de materiais, mas, também, da realização de actividades nos estabelecimentos de ensino e nas comunidades.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi aprovada pela Assembleia-Geral das Nações Unidas a 10 de Dezembro de 1948, no rescaldo das atrocidades cometidas durante a Segunda Guerra Mundial.

O documento define os 30 direitos básicos de todos os seres humanos, em todos os lugares, independentemente de qualquer condição, e está traduzido em mais de 500 línguas.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top