PUB

Política

Rui Semedo diz ser vítima de uma conspiração montada na tentativa de denegrir a sua imagem

O deputado nacional e vice-presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), Rui Semedo diz ser vítima de uma “cabala montada”, na tentativa de destruir a sua imagem e do PAICV.

Em causa está uma notícia veiculada ontem no jornal O País, informando que Rui Semedo está de contas com a Justiça, por alegado envolvimento num esquema de roubo de energia.

Através da sua página de Facebook, o vice-líder da bancada parlamentar do PAICV alega que “estamos perante um caso típico de perseguição e a demonstração” de que em Cabo Verde tudo vale para manchar a imagem daqueles “que não leem pela cartilha oficial”.

“Ontem na minha ausência, sempre na minha ausência, profissionais da Electra, a pretexto de mudança de contador, resolveram dizer que havia ligação irregular na casa onde resido. Desconfiei e logo deduzi que algo de estranho estaria a ser montado porque depois do escândalo montado, a troca de contador, que era a razão da visita, acabou por não acontecer” explica Rui Semedo, salientando que já esperava algo do tipo.

Conforme a Inforpress, Rui Semedo vai queixar-se nas instâncias judiciais e na Autoridade Reguladora para a Comunicação Social (ARC)  contra o jornal que publicou a notícia de forma “ilegal e abusiva”, tentando manchar o seu bom nome.

Citado pela agência cabo-verdiana de notícias, Rui Semedo diz que tudo indica que esta é a forma escolhida por certas pessoas, para silenciar o PAICV na oposição.

Entretanto, esse deputado nacional e antigo ministro da República de Cabo Verde, garante que pode ir à justiça a pedido da Electra, mas que a empresa vai ter que responder pelos seus actos.

“Posso perder tudo mas batalharei, com todas as minhas forças, para não permitir que esta tentativa macabra seja bem-sucedida. Vou constituir um advogado para apresentar uma queixa-crime contra os responsáveis por este acto sórdido”, garante, acrescentando que vai apresentar queixas contra Electra que segundo presume, facultou as informações ao jornal o País.

Leia o post na integra aqui (https://www.facebook.com/GPPAICV/posts/556753964742573)

 

 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top