PUB

Economia

OMCV vai criar nova entidade jurídica para a realização de actividades de micro-finanças

A Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) pretende criar uma nova entidade para a realização da actividade de micro-finanças da organização, informou hoje à Inforpress a presidente da OMCV, Idalina Freire Gonçalves.
Para dar resposta a esta questão, a organização reúne se hoje e sábado, em VI Assembleia-Geral , sob o lema “37 anos de história e ganhos rumo ao planeta 50/50, no concelho de Ribeira Grande de Santiago, tendo em cima da mesa a análise da melhor proposta que adeqúe à organização em termos de micro-finanças.
Em declarações à Inforpress, Idalina Freire Gonçalves explicou que a OMCV, enquanto uma organização social, tem criado, no seu seio uma entidade financeira, que custeia projectos e ideias de negócios às pessoas que não têm acesso a crédito bancário.
Entretanto, neste momento, a lei 83/VIII/2015 de 16 de Janeiro impõe à organização a separação entre esses dois componentes, a social e a financeira.
Neste sentido, desde do dia 04 do corrente, a organização está reunida numa jornada de socialização do programa de micro finanças com uma equipa de microc-rédito, alguns técnicos e delegados para analisar todo o processo de criação dessa nova entidade jurídica.
“Temos que criar uma entidade jurídica nova e estamos entre três categorias em que temos que decidir adoptar àquela que adapta melhor á nossa organização como mutualidade, cooperativa ou micro banco”, explicou.
Durante o dia de hoje, indicou, vão analisar os cenários e ver em que categoria estão mais preparados para adaptar, mas a decisão só será conhecida este sábado, no final da Assembleia Geral.
Ainda durante este encontro, a OMCV vai fazer a apresentação do balanço das actividades e contas da organização dos últimos anos, a revisão dos Estatutos e a renovação dos órgãos sociais da organização.
A responsável fez à Inforpress um balanço “muito positivo” do mandato, destacando que a organização conseguiu implementar vários projectos a nível nacional e que atingiu s seus objectivos de formar e fomentar o empreendedorismo, aumentando, por isso, a classe empresarial feminina e ainda organizar a contabilidade da instituição, tanto no sector de micro finanças como na área social.
De entre os projectos conseguidos, realçou a implementação do projecto de formação para 167 pessoas, sendo 164 mulheres e três homens, financiada pela União Europeia.
Através capacitação, adiantou, 120 participantes organizaram-se em nove cooperativas de produção artesanal, tendo hoje uma marca própria e já estão a produzir e a comercializar nas ilhas com maior concentração turística, nomeadamente Sal e Boa Vista.
Para Idalina Freire Gonçalves, foi graça aos parceiros, como Cooperação Luxemburguesa, Nações Unidas, e países como a Holanda e Dakar, os Governos Italiano e Cabo-verdiano, a Fundação Donana, entre outros, que a OMCV tem conseguido empoderar as mulheres no arquipélago.
A OMCV é uma organização não-governamental, criada a 27 de Março de 1981, de carácter social, dotada de personalidade jurídica e de autonomia administrativa, financeira e patrimonial.
Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top