PUB

Mundo

Moçambique: Autoridades apreendem derivados de carne contaminada 

O Instituto Nacional de Actividades Económicas (INAE) apreendeu 163 quilos de produtos derivados de carne, provenientes da África do Sul,  suspeitos de estarem contaminados com a bactéria da Listeriose.

 “Temos brigadas no terreno e o comando deu ordem para que, nas províncias, cativassem essas carnes”, referiu Rodrigo Chiure, delegado provincial do INAE, em Maputo, citado pela Rádio Moçambique.

Segundo o responsável, os produtos foram apreendidos em estabelecimentos da Matola, arredores da capital moçambicana.

A acção foi realizada depois de as autoridades sanitárias de Moçambique terem recomendado, na segunda-feira, 5, que sejam eliminados produtos de carnes processadas como salsichas e outros enchidos provenientes de fábricas na África do Sul, das marcas “Enterprise” e “Rainbow Chicken Limited”.

O governo moçambicano referiu – em comunicado -, que a bactéria “Listeria monocytogenes” foi identificada e isolada nas carnes oriundas daquelas unidade de produção e que o surto de Listeriose na África do Sul já matou 180 pessoas.

Dada a “proximidade e as intensas relações comerciais” entre os dois países, e “como forma de evitar a introdução da doença” em Moçambique, o Ministério da Saúde emitiu a recomendação de evitar o consumo e retirar da prateleira os produtos referidos.

De acordo com Rodrigo Chiure, no primeiro dia de inspecções, o INAE da região de Maputo visitou 34 estabelecimentos.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top