PUB

Mundo

UE abre porta à manutenção da Irlanda do Norte no mercado único

O negociador-chefe da União Europeia para o “Brexit”, Michel Barnier, admite a possibilidade de a Irlanda do Norte se manter dentro do Mercado Único e da União Aduaneira, após a saída do Reino Unido do bloco comunitário.

Na apresentação do projecto de Acordo de Saída entre a União Europeia (UE) e o Reino Unido, em Bruxelas, o negociador comunitário esclareceu que o texto integra uma solução segundo a qual a Irlanda do Norte permaneceria em “completo alinhamento” com a Irlanda, país comunitário, no Mercado Único e na União Aduaneira, caso nenhuma outra solução fosse encontrada.

Do projecto, que traduz em termos jurídicos os compromissos alcançados entre as partes, em Dezembro, sobre os direitos dos cidadãos, o acordo financeiro e a fronteira irlandesa, consta uma cláusula que propõe manter uma “coerência regulamentária”, de modo a que permaneçam em vigor em toda a ilha as normas da União Aduaneira e do mercado interno.

De acordo com Michel Barnier, essa opção protégé, “agora ou no futuro”, a cooperação entre Norte e Sul, a economia irlandesa e o acordo de paz de Sexta-Feira Santa, que pôs fim ao conflito Norte-irlandês, em 1998.

“Conheço a ordem institucional e constitucional do Reino Unido e todos devemos respeitá-la. Tentamos encontrar soluções práticas e pragmáticas no quadro das leis”, frisou Barnier, quando questionado sobre a possibilidade de que nasça uma fronteira entre a Irlanda do Norte e o Reino Unido.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top