PUB

Mundo

Açores dá mais de 130 mil euros para recuperação de património baleeiro

O Governo dos Açores atribuiu apoios de cerca de 132 mil euros, destinados à conservação e recuperação de 43 embarcações baleeiras no arquipélago e para a realização de um documentário.
Segundo os contratos publicados em Jornal Oficial, estes apoios visam, igualmente, a aquisição de meios de salvamento e formação nas artes de velejar e remar em botes baleeiros, além da realização de um documentário sobre a recuperação de duas embarcações baleeiras.
De acordo com o executivo açoriano, os apoios destinam-se a 43 embarcações, que são propriedade dos clubes navais de Santa Maria, Ilha Graciosa, S. Roque do Pico, Horta (Faial) e Lajes das Flores, das juntas de freguesia de S. Mateus da Calheta, Piedade, Ribeiras, S. João, S. Mateus do Pico, Angústias, Capelo, Castelo Branco, Feteira e Salão, e dos clubes náuticos Aliança Calhetense, Lajes do Pico e de Santa Cruz das Ribeiras.
Foram também contemplados apoios aos projectos de conservação e recuperação da Associação de Defesa do Património da Vila do Topo – O Cachalote, José Manuel da Costa Silveira, Sociedade Filarmónica Lira Fraternal Calhetense e Cachalote à Vista — Actividade Marítimo-Turística, acrescenta.
O fim da caça à baleia nos Açores, no início dos anos 80, deixou muito património abandonado, cuja recuperação começou em 1998 com a aprovação de legislação específica.
Desde há cerca de uma década que o Governo Regional apoia a inventariação, recuperação, preservação e utilização do património ligado à caça à baleia, tendo em conta “a relevância que a actividade tem para a identidade cultural açoriana”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top