PUB

Sociedade

Criada equipa para investigar desaparecimento de crianças

O Ministério Público anunciou esta terça-feira, 06, a criação de uma equipa conjunta da Polícia Judiciária e Polícia Nacional para investigar o desaparecimento de crianças na cidade da Praia.
Em nota enviada à imprensa, o Ministério Público confirma que estão registados na Procuradoria da República da Comarca da Praia “quatro autos de instrução, nos quais se investigam factos suscetíveis de indiciarem a prática do crime de sequestro”.
“Foram desencadeadas diligências de investigação, com vista à localização e libertação das pessoas desaparecidas, na sua maioria crianças, o que, até ao momento, não foi possível”, acrescenta a Procuradoria Geral da República (PGR).
A nota prossegue afirmando que a PGR determinou “com efeito imediato” a constituição de “uma equipa conjunta de investigação, composta por dois magistrados do Ministério Público, três elementos da Polícia Judiciária e dois da Polícia Nacional, com o objetivo de proceder à investigação das quatro situações”.
A equipa será coordenada por um magistrado do Ministério Público e, dentro de 30 dias, deverá apresentar um relatório sobre a evolução da investigação.
O caso mais recente é o de duas crianças, uma rapaz e uma menina. Filú, de 9 anos, e Nina, de 11, desapareceram por volta das 16:00 de sábado do bairro de Achada Limpo, arredores da cidade da Praia.
Edvanea Gonçalves, 10 anos, residente no bairro de Eugénio Lima, Praia,   está desaparecida desde 14 de Novembro de 2017. Edine Jandira Robalo Lopes Soares, 19 anos, conhecida por Loke, e seu filho, Maurício Soares da Silva Semedo, residentes em Achada Grande Frente, na Cidade da Praia também se encontram desaparecidos desde 28 de Agosto do ano passado.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top