PUB

Fogo

Eugénio Veiga prepara corrida à Câmara de São Filipe

Eugénio Veiga, ex-edil de São Filipe, deverá entrar na corrida às autárquicas 2016, na tentativa de retomar os destinos dessa edilidade da ilha do Fogo, que liderou durante vinte anos (1992-2012). A informação já circula nos meios políticos e sociais, porém, quando abordado pelo A NAÇÃO, o visado “não confirma, nem desmente” os rumores…
Este artigo não irá apanhar, certamente, muita gente de surpresa, sobretudo quem se move nos bastidores políticos da sociedade sanfilipense, onde a ideia de que Eugénio Veiga está a preparar a sua (re)candidatar à Câmara Municipal de São Filipe já vai correndo como rastilho de pólvora, dentro e fora da ilha do Fogo, inclusive na imensa diáspora foguense nos Estados Unidos da América (EUA).
Uma fonte bem posicionada e muito próxima do visado revelou ao A NAÇÃO que Eugénio Veiga andava “calmo e meio escondido”, mas que nos últimos meses começou com movimentações e a estabelecer contactos em São Filipe, onde se reuniu com apoiantes e amigos num bar local. Às movimentações internas, surgem os rumores de alegadas movimentações nos EUA, país onde esteve recentemente, para, entre outros pontos, mobilizar supostos apoios para uma nova candidatura.
Aliás, conforme informações vinculadas na página do Facebook do próprio Eugénio Veiga e partilhadas por amigos próximos, o ex-autarca esteve nas terras do Tio Sam para apresentar a Associação Fogo Solidário-AFOSOL, da qual é presidente. Na altura, aproveitou para falar sobre o trabalho que realizou enquanto autarca de São Filipe e do desenvolvimento social e económico que a ilha do Fogo experimentou durante os 20 anos em que vestiu a pele de edil. E, claro, com fortes críticas ao seu sucessor, Luís Pires, do PAICV.
Não confirma, nem desmente
Contactado via telefone pelo A NAÇÃO Eugénio Veiga optou por “não confirmar, nem desmentir” a alegada candidatura às autárquicas 2016. “Ainda falta muito, não vale a pena falar. Não é altura para tomar posições ou fazer declarações”, alegou.
Questionado sobre as alegadas movimentações no círculo da diáspora cabo-verdiana nos EUA, Veiga disse tratar-se de deslocações e viagens “normais” que qualquer cidadão cabo-verdiano pode fazer. “Neste momento continuo a procurar a tranquilidade do lar e convívio com a minha família”, disse.
O certo é que, passando ou não de especulações, Eugénio Veiga não desmentiu o murmurinho que circula por São Filipe, deixando assim tudo em aberto. Por isso, a verificar-se a sua candidatura em 2016 à Câmara de São Filipe, enquanto independente, isto deverá reeditar a divisão do eleitorado do PAICV, tendo em conta que, em 2012, os tambarinas acabaram por apoiar Luís Pires, actual presidente da autarquia em questão, por uma margem estreita de votos.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top