PUB

Política

PM desvaloriza quebra no índice de boa governação

O primeiro-ministro, José Maria Neves, considerou hoje “quase insignificante” a redução da pontuação do país no índice sobre boa governação em África e prometeu continuar a trabalhar pela manutenção nos lugares cimeiros.
Cabo Verde mantém-se como um dos países melhor governados em África, segundo a edição de 2015 do Índice Ibrahim de Boa Governação Africana (IIAG), mas a análise manifesta preocupação por, nos últimos cinco anos, o país ter piorado o seu desempenho nesta área.
O país mantém em 2015 a segunda posição, com uma pontuação de 74,5 numa escala de 100, mas desde 2011 que a evolução tem sido negativa.
“O mais importante é que Cabo Verde manteve o segundo lugar e é dos países mais bem governados em África. Há uma ligeira diminuição do índice geral – 0,8 pontos – que é algo de quase insignificante”, disse José Maria Neves.
O primeiro-ministro que falava aos jornalistas na Praia à margem de uma aula no Instituto Universitário de Educação, desvalorizou a descida, optando por destacar a importância de o país “estar nos lugares de topo em termos de rigor e de transparência na gestão da coisa pública”.
Adiantando não ter tido ainda tempo de analisar o índice e as considerações feitas pela Fundação Mo Ibrahim sobre o país, prometeu continuar a trabalhar para que Cabo Verde não deixe os lugares cimeiros da lista dos países melhor governados.
“Vamos fazer a análise, vamos ver quais os aspetos que foram avaliados, as considerações da Fundação Mo Ibrahim e continuar a trabalhar para que Cabo Verde se mantenha como um país de boa governação”, disse.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top