PUB

Cultura

Élida Almeida nomeada para “Prémio Descoberta RFI 2015”

A artista cabo-verdiana, natural de Santa Cruz (Santiago), Élida Almeida, está nomeada para o “Prix Decouverte RFI 2015” (Prémio Descoberta RFI) com as músicas “Nta konsigui” e “Lebam ku bo”, do seu primeiro álbum “Ora doci, ora margos” lançado Dezembro de 2014.
Este prémio lançado pela RFI é uma oportunidade que acontece todos os anos, com o propósito de descobrir novos talentos musicais da África.
Élida Almeida está nomeada junto com mais 13 artistas africanos: Asden e Liz (Congo), Banlieuzart (Guiné), Darline Desca (Haiti), Dioba (Mauritânia), Elinam (Togo), Joey le Soldat e Kantala (Burquina Faso), Mao Sidibé (Senegal), Mélodji (Chade), Mija (Madagáscar), Sanzy Viani (Camarões) e Woodsound (Benin).
A votação estará aberta ao publico até 30 de Outubro (http://www.prixdecouvertes.com/fr/vote) e o júri reunir-se-á a 17 de Novembro para anunciar o vencedor do “Prémio Descoberta RFI 2015”.
O vencedor ganha 10 mil euros, viagem para África e França para promoção do trabalho.
O Prémio Descoberta RFI é organizado em parceria com a SACEM, o Instituto Francês, a Organização Internacional da Francofonia e Deezer.
Recorde-se que o artista cabo-verdiano, Tcheka, foi o “grande” vencedor deste prémio em 2005, a Ceuzany esteve nomeada em 2014, depois de lançaro seu primeiro trabalho a solo “Nha vida”. CG
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top