PUB

Desporto

Afrobasket: Equipa técnica alerta para contactos internacionais desde escalões de formação

O seleccionador adjunto dos “Tubarões Martelo” disse que os cabo-verdianos devem orgulhar-se dos seus atletas, mas alerta as autoridades nacionais a apostar na internacionalização dos seus jogadores desde os escalões de formação, visando uma maior familiarização na alta competição.
Apesar de falhar claramente os objectivos de atingir o pódio, já que a selecção de basquetebol terminou a prova no 10º lugar, Alexandre Pires avançou que os atletas corresponderam.
Por outro lado, acredita que, para além do factor físico, a questão anímica mexeu com a selecção de basquetebol, face à derrota inesperada ante o Gabão, alegando que nos jogos do tipo acaba normalmente por ganhar a equipa que consiga ter alguma superioridade em termos de pontos sobre a outra.
Disse que a diferença de 22 pontos com que Cabo Verde perdeu o jogo para a atribuição do 10º lugar, ante camarões (66-88) demonstrou que o modelo competitivo ditou a infelicidade no “deslize” de Cabo Verde com o Gabão.
Admite que o 10º lugar alcançado por Cabo Verde fica “aquém da expectativa”, mas considera que com duas vitórias e três derrotas Cabo Verde poderia estar a disputar aos lugares mais cimeiros da prova.
Refira-se que os finalistas da 28ª edição do Afrobasket, que se realiza desde 19 do corrente na Tunísia, serão conhecidos hoje, após a realização dos jogos que opõe as selecções nacionais da Tunísia x Angola e Senegal x Nigéria.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top