PUB

Sem categoria

Movimento “Korrenti di Ativista” desocupa Ilhéu de Santa Maria para passar à fase de mobilização

O Movimento “Korrenti di Ativista” desocupou o Ilhéu de Santa Maria, na Cidade da Praia, depois de cinco dias ali instalado, para passar a fase de mobilização, visando impedir a construção do casino previsto para o local.
Em declarações hoje à Inforpress, o porta-voz do movimento, João Monteiro, explicou que a desocupação foi feita no final do dia desta sexta-feira, 07, depois de o motorista do grupo ter sido detido pela Polícia Marítima, que alegou que o mesmo está a prestar um “serviço ilegal”.
“Estávamos na fase de ocupação, agora passamos para a fase de mobilização, para depois passar para manifestação e por final, para a fase de confrontação, mas não saímos por causa da polícia, mas sim porque respeitamos o condicionalismo natural que estava a volta do nosso projecto de ocupação do ilhéu”, assegurou.
Segundo João Monteiro, concordaram em não “entrar em choque” com a Polícia Marítima, pelo respeito às leis marítimas, sublinhando que, pelo facto da população ainda “não ter acordado” a luta está apenas no começo, sendo que o movimento espera dialogar com as autoridades sobre o assunto e que o Ilhéu de Santa Maria tenha um outro uso.
“Nós somos contra a construção do casino, mas que todos os recursos do ilhéu sejam utilizados para o desenvolvimento sustentável da comunidade, ou seja, de povo para povo e a política do Estado de Cabo Verde seja mudada totalmente que fique de baixo para cima em vez de cima para baixo”, defendeu.
O “Korrenti di Ativista” esclareceu que é contra a construção do casino, porque o mesmo vai ser um espaço de jogos/batota, dos vícios dos milionários e pequenos ricos, de prostituição, lavagem de capital, tráfico de droga, turismo sexual, sustentando que Cabo Verde precisa, sim, de “grandes investimentos” na área de mobilização de mais água para agricultura e da pesca e na promoção do desenvolvimento local e comunitário, em vez do casino a ser construído num “património público.
No passado dia 25 de Julho, o empresário chinês David Chow esteve em Cabo Verde para apresentar o projecto da construção do empreendimento turístico-imobiliário na baía da Cidade da Praia, que inclui o Ilhéu Santa Maria e Praia da Gamboa, que arranca no início do próximo ano e deverá estar pronto em três anos.
Considerado o maior empreendimento turístico no país, o investimento directo estrangeiro orçado em 250 milhões de euros (27,5 milhões de contos), inclui um hotel casino, uma marina turística, um centro de congressos, infra-estruturas hoteleiras e residenciais na zona da praia da Gamboa e de Chã de Areia e ainda um parque de estacionamento automóvel.
O empreendimento, que cobrirá uma área de 152.700 metros quadrados, e que vai inaugurar a indústria de jogo no arquipélago, deve criar mais de 1.000 postos de trabalho, segundo as autoridades, permitindo ao país debelar a situação do desemprego, ao mesmo tempo trazer outras vantagens para o mercado turístico cabo-verdiano.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top