PUB

Sociedade

Relatórios sobre navios "Vicente" e "Roterdão" apresentados na próxima semana

Os relatórios da Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o Sistema Marítimo (CPI-SM), que investiga o acidente do navio Vicente e o desaparecimento do Roterdão vão ser apresentados na próxima semana à mesa da Assembleia Nacional.
A informação foi avançada hoje pela presidente da CPI – SM, a deputada Eunice Silva, indicando que foram ouvidas cerca de 50 pessoas âmbito das investigações do acidente do navio Vicente ocorrido em Janeiro deste ano, e do desaparecimento do “Roterdão”, em Setembro de 2013.
Hoje foram realizadas as últimas audições tendo sido ouvido pela segunda vez o ex-capitão dos Portos de Sotavento, João de Deus Carvalho, e um familiar de dois tripulantes do navio Roterdão.
“Foram cerca de 50 pessoas. Nós ouvimos pessoas de várias instituições. Nós fomos ao terreno falar com o pessoal operacional, desde os piquetes de serviço, policiais, até chegar aos senhores ministros”, precisou.
Sobre a audição hoje, de João de Deus Carvalho, que na altura dos incidentes exercia as funções de capitão dos Portos de Sotavento, a presidente da CPI-SM disse que o objectivo era de esclarecer algumas contradições encontradas no decorrer dos trabalhos.
“O capitão dos portos de Sotavento foi dos primeiros a serem ouvidos. Depois dele ouvimos cerca de 50 pessoas e, então, no decorrer dos trabalhos havia alguma contradição das informações recolhidas e era necessário colocar-lhe de novo algumas questões para clarificar essas questões”, disse.
Em relação ao familiar dos elementos da tripulação do navio Roterdão explicou que intenção é saber se tinham algumas informações sobre o desaparecimento dos familiares ou então algumas pistas que permitissem o esclarecimento desse caso.
A CPI-SM foi criada em Março, a pedido do Movimento para a Democracia (MpD – oposição) para esclarecer as circunstâncias do naufrágio do navio “Vicente”, a 08 de Janeiro, e de outras embarcações no arquipélago.
Além de averiguar as circunstâncias do desaparecimento e afundamento dos navios, os deputados das duas bancadas parlamentares (MpD e PAICV) tinham por missão identificar eventuais vulnerabilidades e falhas do sistema de segurança marítima no país.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top