PUB

Cultura

Mário Lúcio Sousa vai a Portugal receber Prémio Literário Miguel Torga

O escritor e ministro da Cultura vai estar em Coimbra (Portugal) no dia 12 para receber o Prémio Miguel Torga, segundo fonte do Ministério da Cultura, que, pela primeira vez, não foi atribuído a um português.
Na altura do anúncio do prémio, no mês de Maio, o júri explicou que foi unânime a decisão de distinguir Mário Lúcio Sousa, que concorreu ao prémio com a obra inédita “Biografia do Língua”, sendo que neste dia 12 de Julho, está ainda previsto um concerto conjunto entre a Orquestra Clássica do Centro da Coimbra e a Orquestra de Cabo Verde, nessa cidade portuguesa.
Mário Lúcio Sousa vai receber um prémio pecuniário de 5.000 euros (550.000 escudos), cabendo à autarquia de Coimbra assegurar a edição da obra vencedora, sendo que Prémio Literário Miguel Torga, instituído em 1984, concedido de dois em dois anos, destina-se a distinguir um escritor “português ou de língua oficial portuguesa”, podendo os candidatos apresentar obras de ficção nas categorias de romance, novela e conto.
A obra inédita “Biografia do Língua”, é um romance em que o autor conta a história, parcialmente baseada em factos reais, de “um escravo que sabia línguas” e que, a partir de Cabo Verde, após os descobrimentos, no século XV, seguia a bordo das naus portuguesas para “ajudar a vender outros irmãos”, no Brasil e noutros territórios da América do Sul.
Habitualmente, o Prémio Literário Miguel Torga, que em 2012 distinguiu Nuno de Figueiredo, de Coimbra, pelo seu livro “Vida e Sombra”, é entregue ao vencedor no Dia da Cidade de Coimbra, 04 de Julho, numa cerimónia pública no salão nobre da Câmara Municipal, mas este ano foi adiada por alguns dias, tendo em conta as comemorações do 40º aniversário da independência de Cabo Verde, a 05 de Julho.
Este é o terceiro prémio literário que Mário Lúcio Sousa conquista em Portugal, após ter sido galardoado pelas obras “Os Trinta Dias do Homem mais Pobre do Mundo” (Prémio do Fundo Bibliográfico da Língua Portuguesa) em 2000, e “O Novíssimo Testamento” (Prémio Carlos de Oliveira, da Câmara de Cantanhede) em 2009.
O escritor e músico Mário Lúcio Sousa foi laureado também em Cabo Verde, em 2006, com a Ordem do Vulcão, já publicou várias obras literárias, nomeadamente “Nascimento de Um Mundo” (poesia, 1990), “Sob os Signos da Luz” (poesia, 1992), “Para Nunca Mais Falarmos de Amor” (poesia, 1999), “Vidas Paralelas” (ficção, 2003) “Saloon” (teatro, 2004), “Teatro” (colectânea, 2008).
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top