PUB

Desporto

Luís Bastos agraciado pelo PR com a Medalha do II Grau da Ordem do Dragoeiro

A antiga glória do futebol cabo-verdiano Luís Bastos recebeu, a 05 de Julho, a distinção da Medalha do II Grau da Ordem do Dragoeiro pelo Presidente da República, enquanto “maior futebolista cabo-verdiano de todos os tempos e grande glória do desporto”.
Aos 74 anos, Luís Bastos, que já se encontra numa cadeira de rodas, dada à sua dificuldade de locomoção, descreve o momento como emocionante e indescritível por ser “em nome na sua carreira”.
Referenciado como um dos maiores goleadores de sempre do futebol cabo-verdiano, Luís Bastos disse, em entrevista à Inforpress, que marcou mais de 300 golos enquanto futebolista, mas que esta homenagem afigura-se como o maior golo que marcou em toda a sua vida de futebolista.
Bastos, que enquanto futebolistas de eleição, passeou a sua classe em Cabo Verde nas equipas da Académica, Boavista, Sporting, Travadores e Vitória, disse que esta distinção “vale por todo o seu esforço e dedicação e que recompensa todo o seu trabalho à causa do futebol”.
“Não me podia conter em lágrimas. Foi um momento grande para mim”, assevera Luís Bastos, futebolista que teve uma passagem de um ano pelo Sport Lisboa e Benfica, na altura treinada por Bela Gutmam e numa equipa na qual prontificavam nomes soantes do futebol mundial como Eusébio e Coluna.
Este agraciado explicou à Inforpres que tinha condições para ingressar ao mais alto nível no Benfica, mas que regressou à terra natal por se sentir “chateado”, uma vez que teve dificuldades para melhor se adaptar ao profissionalismo, “era muito duro”, confessa.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top