PUB

Economia

Privatização do serviço de rastreio de passageiros, bagagens e carga aérea nos aeroportos em debate hoje no fórum

A possibilidade da privatização do serviço de rastreio de passageiros, bagagens e carga aérea nos aeroportos de Cabo Verde vai ser debatida esta terça-feira, na Cidade da Praia, durante um fórum.
Em declarações à Inforpress, o director de Segurança e Facilitação da Aviação Civil, Nuno Fortes, disse que o fórum promovido pela Agência de Aviação Civil (AAC) tem como propósito socializar a legislação geral e de segurança aplicável à segurança da aviação civil e os padrões de qualidade exigidos tanto a nível internacional como nacional.
Este fórum promovido em parceria com a empresa de Aeroportos e Segurança Aérea de Cabo Verde (ASA), o Ministério da Administração Interna (MAI) e a Direcção de Estrangeiros e Fronteiras, visa também socializar a legislação geral e de segurança aplicável à segurança da aviação civil e os padrões de qualidade exigidos tanto a nível internacional como nacional, explicou Nuno Fortes.
Durante o fórum os participantes vão conhecer as empresas de segurança privada e as oportunidades de negócio existentes nesta área no país.
Segundo Nuno Fortes, à semelhança de outros países onde o índice de crescimento nesta área tem reforçado a presença e substituição das forças de segurança do Estado por agentes de empresas de segurança privada em diversos locais, como portos, bancos, estabelecimentos prisionais e aeroportos, no caso concreto de Cabo Verde esta é uma possibilidade que está a ser equacionada por forma a optimizar os recursos e como meio de garantir uma melhor segurança e protecção aos cidadãos.
Em Cabo Verde neste momento a segurança aeroportuária, mais concretamente o rastreio de passageiros, bagagens e carga aérea está sob a responsabilidade da Polícia Nacional (PN).
A possibilidade destas actividades virem a ser terceirizadas e assumidas por empresas privadas consta do próprio Programa Nacional de Segurança da Aviação Civil (PNSAC), aprovado em 2014 e que já é praticado apenas no controlo de acesso a áreas restritas de segurança.
Do programa do fórum constam apresentação do estudo sobre a segurança nos aeroportos do país e vários temas, entre os quais, “Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no controlo de fronteiras nacionais; Legislação sobre segurança privada e Sistema de Gestão de dossiês sobre alvarás e cartões para exercício de Segurança Privada; Legislação AVSEC Nacional; e Oportunidades de Negócio nos Aeroportos para Empresas de Segurança”.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top