PUB

Política

Autárquicas’2016 em São Vicente: “Patcha” Duarte abordado para encabeçar lista próxima do PAICV

O arquitecto António “Patcha” Duarte, presidente do grupo carnavalesco Monte Sossego, está a ser encorajado por pessoas próximas do PAICV a encabeçar uma lista à Câmara Municipal de São Vicente (CMSV). “Patcha” admite a abordagem, mas por ora mostra-se reservado.
A hipótese António “Patcha” Duarte já circula entre militantes e pessoas próximas dos tambarinas como alternativa a nomes como Alcides Graça, presidente da Comissão Política Regional do partido em São Vicente, João do Carmo, secretário-geral do PAICV, ou mesmo a deputada Filomena Vieira.
Desde já, alguns observadores consideram que seria uma forma de injectar sangue novo nessa corrida na qual possíveis candidatos já lançados ao lume estão longe de convencer a maioria de quem vota em São Vicente. Além de ser menos desgastado, “Patcha” tem a seu favor o facto de nesses últimos anos ter liderado a equipa que fez renascer o grupo carnavalesco Monte Sossego, um bairro de grande importância eleitoral na ilha do Porto Grande e que costuma fazer pender o prato da balança para o lado dos vencedores.
Essa possível de candidatura poderá, por outro lado, ser catalogada e ligada directamente ao sogro de “Patcha”, Manuel Inocêncio Sousa, que não só é vice-presidente do PAICV como vai encabeçar a lista do partido às legislativas de 2016 em São Vicente. Como na política partidária pouco se perdoa, há quem não perca tempo e fale já numa espécie de clã a enformar-se, embora pessoas próximas de Inocêncio Sousa garantam que aquele dirigente nada tem a ver com as abordagens feitas a “Patcha” nem estaria disponível a fazer esse tipo de jogo.
De todo o modo, se esse projecto de candidatura consolidar-se, a imediata consequência será forçar primárias para a escolha do concorrente a presidente da CMSV, com o apoio do PAICV. Pois, se é crível que João do Carmo aceitaria, com mais ou menos resistência, abrir mão de disputar a vaga, caso “Patcha” se mostre uma alternativa com pernas para andar, Alcides Graça ou mesmo Filomena Vieira não seriam tão fáceis de convencer. Logo, a decisão passaria para um pleito interno.
Entretanto, contactado, por telefone, “Patcha” Duarte admite existir algumas abordagens, embora não oficiais, sobre o assunto. Mas por ora o presidente do grupo carnavalesco Monte Sossego diz não estar voltado para uma carreira política.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top