PUB

Economia

INE prepara novos dados para este semestre

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) vai publicar, ainda neste semestre, e pela primeira vez, os resultados das contas satélites do Turismo e Sectores Institucionais, bem como o Índice do Comércio Externo.
Os primeiros dados a se- rem apresentados, ainda neste semestre, são as Contas Satélites do Turismo que, segundo o presidente António Duarte, vai medir o peso real que o sector tem no Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde. “O turismo é transversal e para conhecer o seu peso é preciso ter as contas satélites do turismo”, afirma.
O projeto das contas satélites foi feito inicialmente em parceria com INE da Suécia (SCB) e depois com o INE de Espanha. “Nesta fase final está-se a trabalhar com o Instituto Canário de Estatística (ISTAC) e há possibilidade de assinatura de um protocolo de colaboração com esta instituição, no momento da apresentação pública dos resultados”, diz Duarte.
O INE quer ainda apresentar as Contas dos Sectores Institucionais cujo projecto também está a ser trabalhado com o Instituto Nacional de Estatística do Luxemburgo (STATEC) e com a sua congénere de Marrocos. “A perspectiva é agrupar os agentes económicos segundo a homogeneidade de comportamento e motivação”.
De acordo com António Duarte, a criação por sectores fornece, aos analistas, estatísticas que permitem analisar o funcionamento da economia e determinar as relações entre os seus diversos componentes. “Os agregados macroeconómicos como a produção, o valor acrescentado, o rendimento, o consumo, o investimento, a poupança, etc. são calculados para cada sector e para o total da economia”.
COMÉRCIO EXTERNO
O INE conta ainda tornar público o Índice de Comércio Externo. “Este é um projecto importante para nós, sobre- tudo agora que se lançou as contas nacionais trimestrais, e visa, fundamentalmente, seguir a evolução no tempo dos preços dos produtos importa- dos e exportados que transpõem as nossas fronteiras aduaneiras, apoiar no cálculo dos deflatores das contas nacionais anuais e trimestrais, e contribuir para um melhor seguimento da conjuntura económica do país”.
Até ao final deste ano, e para além dos habituais dados, serão ainda apresentadas mais informações económicas sobre o país, como o Índice de Produção Industrial (IPI), Índice de Actividade dos Serviços e Índice Turístico, “projectos que vêm sendo desenvolvidos no quadro do Programa da CPLP e da cooperação com o INE de Portugal”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top