PUB

Economia

1º trimestre de 2015: Déficit da balança comercial aumenta 17,8%

Os dados provisórios do comércio externo apurados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) dão conta que, que, no primeiro trimestre de 2015, tanto as exportações, como as reexportações registaram uma evolução negativa, (-25,1%) e (-41,9%) respectivamente. Já as importações evoluíram positivamente (12,8%), em relação ao período homólogo, mas o deficit da balança comercial aumentou (17,8%) e a taxa de cobertura deteriorou-se em 3,9p.p.
Ainda no período em análise, a Europa, continua a ser o principal cliente de Cabo Verde, absorvendo cerca de 92,2% do total das exportações cabo-verdianas, isto, apesar de se ter verificado uma queda no valor transaccionado na ordem dos 23,6% com aquela zona económica, comparativamente ao mesmo período do ano anterior.
Relativamente aos países com os quais Cabo Verde mantém relações comerciais, os dados do INE avançam que Espanha lidera o ranking dos principais clientes de Cabo Verde na zona económica europeia, representando, no 1ºtrimestre de 2015, 70,8% do total das exportações (76,9% do total da zona económica em que se insere). Portugal ocupa o segundo lugar na estrutura das exportações, com 20,1%.
Entre os produtos exportados por Cabo Verde nesse período, os peixes, crustáceos e moluscos ocupam o primeiro lugar representando 51,0%, as conservas de peixes vêm em segundo com 29,2% do total, tendo perdido cerca de 16,6 p.p. em relação ao valor registado no mesmo período do ano anterior.
Estes dois produtos representaram, no período em análise, 80,1% do total das exportações de Cabo Verde. Dos produtos destacados no gráfico à seguir, bebidas alcoólicas, peixes e vestuário, foram os que registaram evolução positiva, respectivamente, 23,8%, 3,1% e 1%, comparativamente aos montantes registados no 1ºtrimestre de 2014.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top