PUB

Economia

União empresarial cristã organiza conferência em Cabo Verde sobre desenvolvimento de África

Cabo Verde recebe sábado a conferência “África e Desenvolvimento Sustentável”, promovida pela União Internacional Cristã de Dirigentes de Empresas (UNIAPAC/África), reunindo bispos e arcebispos e representantes associativos de vários países.
Em conferência de imprensa hoje, na Cidade da Praia, o presidente da União, o angolano Zeferino Estêvão Juliana, explicou que a conferência vai incidir sobre temáticas relacionadas com os problemas que mais afetam África, como a gestão política, económica e questões culturais, religiosas e éticas.
“Queremos trabalhar para que possamos criar uma África mais humana e mais solidária. Temos três problemas fundamentais no nosso continente: o da gestão política, o da gestão económica e o do pluralismo social cultural e religioso”, apontou Zeferino Juliana, citado pela agência noticiosa cabo-verdiana Inforpress.
A ideia, disse, é fazer com que os associados das diferentes associações nacionais se mobilizem, se inseriram na sociedade e atraiam mais membros para um trabalho conjunto, tendo como pano de fundo a dignidade humana.
“Estamos a trabalhar para que, paulatinamente, os problemas sejam ultrapassados para podermos aproveitar os recursos que o continente dispõe, para que possam ser utilizados para o bem de todos. É um desafio, um sonho e uma luta”, realçou Zeferino Juliana.
A conferência será antecedida por uma reunião do Conselho Central da UNIAPAC/Internacional, em que se aprovará o plano estratégico de atividades nos próximos dois anos.
No evento, que conta com a participação de mais de 50 representantes de 12 países da África, Europa e América Latina, a UNIAPAC/África tem a parceria da Associação de Gestores, Empresários e Profissionais Católicos de Cabo Verde (AGEPC-CV), recentemente criada.
Portugal está representado nos trabalhos através da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) e pelo presidente da Confederação Empresarial Portuguesa (CIP), António Saraiva.
Presentes estarão também, entre outras personalidades, o arcebispo do Lubango (Angola), Gabriel Bilingue, a ex-primeira-ministra de São Tomé e Príncipe, Maria das Neves, o presidente da UNIAPAC Internacional, o argentino José Maria Simone, e o antigo ministro e investigador cabo-verdiano Corsino Tolentino.
Os trabalhos têm como palco a Cidade Velha, Património Mundial da Humanidade desde 2009, estando prevista a presença do Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, na sessão de abertura, e a do primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, na de encerramento.
A UNIAPAC/África, que integra 14 associações cabo-verdianas entre os mais de 30.000 membros a nível mundial, assenta a sua ação em quatro eixos: a consolidação e a afirmação da organização no continente, a expansão para os demais países de África, a creditação e reconhecimento junto das organizações continentais e o trabalho conjunto com ex-presidentes e figuras que se destacaram no continente.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top