PUB

Cultura

Elida Almeida actua no Festival Musiques Mêtisses d’Angoulême em Maio

A jovem cantora e compositora, Élida Almeida, vai fazer a sua segunda viagem internacional para apresentar o seu primeiro álbum “Ora doci, ora margôs”. Depois de ter passado por Lisboa, agora será a vez da França, onde foi convidada para o Festival Musiques Mêtisses d’Angoulême, que acontece a 26 de Maio.
A informação foi avançada pela RFI (rádio francesa), numa entrevista feita a Élida Almeida, natural do concelho de Santa Cruz, ilha de Santiago, que nos finais de 2014 apareceu no panorama musical cabo-verdiano com um álbum onde trouxe composições próprias, mas também de músicos como Katchás, um ícone do funaná e finason e do jovem salense Uziel Sança.
Élida Almeida vai subir ao palco do festival que nasceu em 1976, sob a liderança de Christian Mousset, e que é dedicado ao desenvolvimento de jazz e da música improvisada. Já, no dia 28 de Maio, a autora de “Ora doci, ora margos”, irá actuar na cidade de Paris.
O Festival Musiques Mêtisses d’Anguolême sempre abriu portas a artistas pouco divulgados mas talentosos. Com este evento, o público tem sempre oportunidade de descobrir a música que mistura tradição e modernidade através do casamento de instrumentos acústicos às novas tecnologias musicais e promove um encontro de culturas.
Mas antes da viagem para a França, Élida Almeida tem concertos a cumprir em Cabo Verde. No sábado, 25, actua pela primeira vez na ilha do Sal. O espectáculo acontece no anfiteatro José Cabral às 21 horas, juntamente com a sua banda. CG

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top