PUB

Sociedade

PM debate com alunos do EBI o desenvolvimento do país e sobre a importância da escola

O primeiro-ministro, José Maria Neves, recebeu esta segunda-feira, um grupo especial de 50 dos melhores alunos das várias escolas do ensino Básico Integrado da ilha de Santiago, numa conversa aberta onde, com a “irreverencia e inocência” típicas das crianças mas também com “admirável maturidade”, estes puderam questionar o Chefe do executivo sobre diversos temas, desde a manutenção, construção de novas escolas e a qualidade do ensino, passando pela problemática da violência e delinquência juvenil e outras.
Foi uma conversa animada e “muito participada e produtiva” esta que José Maria Neves promoveu com essas crianças e que desafiaram o Chefe do Governo, resultando num momento de entrevista diferente, mas também muito proveitosa.
Inclusive há quem tenha desafiado o Primeiro-Ministro a responder sobre as suas aspirações políticas e planos para o futuro, tendo Neves respondido, mais uma vez, não ter nenhuma ambição a concorrer a nenhum cargo político nos próximos tempos, estando decidido a regressar ao seu posto como quadro docente da Universidade de Cabo Verde a fim de continuar a sua carreira e dedicar-se às pesquisas e investigações, sobretudo na sua área de formação que é a Administração Pública.
Sobre a questão da manutenção do espaço físico das escolas Neves pôde explicar que uma das grandes prioridades do Governo nos próximos tempos é a requalificação das escolas mais degradadas, sobretudo as mais antigas e mais necessitadas de intervenção, como tem estado a acontecer, dando o exemplo da Escola do EBI Emanuel Ortet recentemente inaugurada, após uma profunda reforma, em São Domingos. Contudo o Primeiro-Ministro lembra dos desafios do país em matéria de capacidade financeira, daí que seja um processo que irá levar o seu tempo até que se possa chegar a todas escolas.
Também essas crianças, entre os seis e 12 anos de idade, quiseram saber o que está o Governo a fazer para dar resposta à problemática da violência nas ruas, tendo Neves debruçado sobre o grande esforço que se está a fazer em relação ao reforço das polícias em termos dos meios humanos e materiais, em ermos de acções preventivas, etc., tendo este reflectido com essas crianças, também sobre a necessidade da sociedade em geral intervir sobre esta matéria, nomeadamente os pais na educação dos filhos.
A criação de oportunidades para os jovens e as crianças, através da propagação das escolas por todo o país, no reforço das acções sociais nomeadamente as bolsas escolares e outros apoios com as propinas dos alunos mais carenciados para que possam prosseguir os estudos, o trabalho que é feito pela FICASE também com as refeições quentes nas escolas, foi um tema abordado.
Outro desafio feito ao Chefe do Executivo tem a ver com a questão da saúde e da assistência médica-medicamentosa para as pessoas mais carenciadas e a problemática das evacuações, com Neves, mais uma vez a realçar os grandes esforços em termos de segurança social, com o sistema de evacuações e na melhoria da qualidade dos serviços de saúde, inclusive com novas especialidades.
Este cita o exemplo da Hemodiálise que era um dos motivos das evacuações e que, graças, ao forte investimento feito, agora as pessoas podem ser atendidas no país.
Depois de mais de uma hora de conversa e perguntas e respostas, o Primeiro-Ministro agradeceu as questões e o momento agradável proporcionado por essas crianças, não deixando de as incentivar e a procurar serem os melhores alunos que puderem ser para que possam realizar os seus sonhos, “sejam eles quais forem”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top