PUB

Política

Estatuto dos titulares de cargos políticos: UNTC-CS considera “inoportuna” o agendamento do diploma

A União Nacional dos Trabalhadores Cabo-verdianos – Central Sindical (UNTC-CS), maior central sindical cabo-verdiana, considera que, neste momento, “não é oportuno” aprovar o novo estatutos dos titulares de cargos políticos, que está agendado para a sessão plenária deste mês de março, na Assembleia Nacional.
O secretário-geral da UNTC-CS, Júlio Ascensão Silva, considera, no entanto, que é preciso rever o salário dos titulares de cargos políticos que está «congelado» há mais de 17 anos.
A conjuntura económica e social «adversa» é um dos motivos para a maior central sindical do país mostrar alguma reticência em relação à atualização do estatuto remuneratório da classe política.
“Para além da crise, há a questão do mau ano agrícola e da erupção vulcânica na ilha do Fogo para agravar ainda mais a situação”, exemplificou Júlio Ascensão Silva que faz questão de sublinhar que a sua central não é contra a reforma do Parlamento que é “bem-vinda”.
O diploma, enquadrado no pacto de reformas na Assembleia Nacional e que abrange o Presidente da República, os membros do Governo, os deputados e os eleitos municipais, já mereceu o consenso dos dois maiores partidos cabo-verdianos – PAICV, e MpD – para a sua aprovação a pouco menos de um ano das próximas eleições legislativas.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top