PUB

Política

Visita a Cabo Verde “ultrapassou todas as expectativas” – Presidente da ANP da Guiné-Bissau

O presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP) da Guiné-Bissau, Cipriano Cassamá, disse esta quinta-feira, em conferência de imprensa, que “as expetativas foram plenamente satisfeitas”, na visita de quatro dias que efetuou a Cabo Verde e que foi concluída esta quinta-feira, com a assinatura de um protocolo de cooperação entre os Parlamentos dos dois países.
“Quisemos e conseguimos estabelecer um quadro de cooperação entre os Parlamentos dos nossos dois países», enfatizou Cipriano Cassamá sublinhando que na delegação foi incluído o presidente da Comissão de Eleições da Guiné-Bissau, porque «quisemos aprender com a experiência cabo-verdiana em matéria de eleições autárquicas, com a sua legislação e com a sua prática, que, neste momento, está totalmente consolidada”.
Cabo Verde, segundo Cipriano Cassamá, vai apoiar a Guiné-Bissau no processo de revisão da Constituição, porque, no seu entender, o Parlamento cabo-verdiano “tem uma larga experiência nesse domínio”.
A formação de técnicos parlamentares, a legislação e do funcionamento das instituições parlamentares, são áreas, que segundo Basílio Ramos, presidente da Assembleia de Cabo Verde, são privilegiadas, no protocolo assinado com o seu homólogo guineense.
“É um protocolo quadro, mais muito aberto, e que permite que a nossa criatividade nos leve a estabelecer uma cooperação profícua e profunda”, enfatizou.
Cipriano Cassamá destacou ainda a «qualidade» democracia cabo-verdiana, que, no segundo ele, constitui “fonte de inspiração” para a Guiné-Bissau, onde a instabilidade política inviabilizou o desenvolvimento económico e social.
“A democracia cabo-verdiana constitui, para nós, uma fonte de inspiração, pois gerou a estabilidade institucional e política e o desenvolvimento económico e social, infelizmente não podemos falar nestes termos da democracia guineense. Os 20 anos de democracia na Guiné-Bissau foram marcados por muita instabilidade institucional e política”, finalizou.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top