PUB

Sociedade

Trabalhadores da Tiver vão a tribunal para reaver os salários devidos

Os trabalhadores da Televisão Independente de Cabo Verde (Tiver) vão levar a empresa ao tribunal para reaver os salários em atraso que variam dos nove a 15 meses, soube a Inforpress junto do sindicato representativo desses trabalhadores.
Segundo o presidente do Sindicato de Transportes, Telecomunicação Hotelaria e Turismo (SITTHUR), Carlos Lopes, a Tiver não vem cumprindo o acordo assinado na sequência da greve realizada pelos trabalhadores dessa estação televisão de 01 a 08 de Dezembro de 2014 e do prevê-aviso de uma segunda greve por tempo indeterminado.
Carlos Lopes conta que, nos termos do acordo, a Tiver devia fazer o levantamento dos salários em atraso até 15 de Janeiro deste ano e entregar a cada trabalhador uma declaração do valor em dívida, o que não foi cumprido.
A administração da Televisão Independente de Cabo Verde devia também retomar a regularidade no pagamento dos salários no mês de Janeiro último, algo que, segundo este sindicalista, também não aconteceu.
“Neste momento, os trabalhadores da Tiver estão com nove a 15 meses de salários em atraso. A empresa não tem cumprido o acordo e nem tem dado cavaco aos trabalhadores e ao sindicato, pelo que os trabalhadores estão a organizar-se para levar a estação televisiva ao tribunal”, disse Carlos Lopes.
Segundo o presidente do SITTHUR, os trabalhadores que aderiram à greve de Dezembro encontram-se em férias colectivas impostas pela administração e devem regressar nos próximos dias, sem no entanto ter as garantias de que a empresa vai retomar a normalidade.
Caso não lhes forem dadas as ocupações vão auto despedir-se e reclamar também nos tribunais as indemnizações que têm direito.
“A lei diz que há um dever da parte da empresa de dar ocupação efectiva ao trabalhador. Portanto, o trabalhador tem direito a ter uma ocupação efectiva na actividade para a qual foi contratado. Se havia ocupação antes da greve tem de haver agora”, disse.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top