PUB

Cultura

Canal brasileiro exibe documentário “Rabidanti”

O canal online brasileiro Futura exibiu esta quinta-feira “Rabidanti”, um documentário que procura retratar o comércio transatlântico entre Cabo Verde e o Brasil. Lívia Perez, autora do trabalho, quer, agora apresentá-lo no arquipélago.
“Entre Cabo Verde e o Brasil, as rabidantes (nome dado às comerciantes que compram produtos e vão revender nos mercados informais ou formais em Cabo Verde) produzem um movimento de intercâmbio econômico e cultural, graças à actividade que exercem: o comércio transatlântico de produtos”.
É desta forma que a produtora de “Rabidanti” descreve o documentário gravado entre Cabo Verde e o Brasil, dois países com uma relação de séculos, relação essa que vem do tempo das Descobertas e do chamado comércio triangular, e que se prolonga até hoje, através de outras trocas, nomeadamente, ao nível da cultura, da música, etc.
No seu documentário Lívia Perez conta a história de Georgina, uma rabidante que se tornou uma empresária de sucesso, apesar de ter tido uma infância com muitas dificuldades e pobre, hoje com quatro lojas na ilha de Santiago.
Georgina transforma-se, por assim dizer, no mote para explorar um tema que envolve muitas pessoas que atravessam o Atlântico em busca de produtos diferentes para venderem em Cabo Verde, sem depender de grandes lojas ou de outros exportadores maiores. “Acompanhando esse movimento, o documentário ‘Rabidanti’ aborda a jornada comercial destas mulheres e mostra o impacto e a influência que essa actividade exerce na realidade quotidiana de ambos países”.
A ideia do documentário, segundo Lívia Perez contou a um blog cabo-verdiano (daivarela.blogspot), surgiu depois de uma troca de ideias entre ela e um conjunto de jovens de Cabo Verde que se deslocaram ao Brasil, Fortaleza, em 2013, para participarem na IV Bienal de Jovens Criadores dos Países da Língua Portuguesa.
“Rabidanti” foi gravado em sete dias entre a cidade da Praia (Santiago) e Sal e Fortaleza (Brasil). Após a exibição no Brasil, a produtora quer trazer o documentário também a Cabo Verde. Pois, ainda, de acordo com Lívia Perez, esse documentário pretende “promover as relações entre Brasil e Cabo Verde, além de divulgar aspectos culturais e geográficos de vosso país para o público brasileiro”, mas “também discutir temas importantes como o empreendedorismo feminino, o comércio informal, o turismo e outras questões que estão presentes nas relações entre os dois países”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top