PUB

Desporto

Marco Soares triste por não estar nos 30 pré-convocados da seleção de Cabo Verde

O médio Marco Soares, que já representou várias equipas de futebol em Portugal, mostrou-se triste por não estar nos 30 pré-convocados da selecção de Cabo Verde para a Taça das Nações Africanas (CAN) de 2015.
Numa mensagem publicada hoje na sua página pessoal no Facebook, Marco Soares não esconde que, apesar de um longo período lesionado, tinha “alguma esperança” de estar, pelo menos, no lote dos 30 pré-selecionados pelo treinador português Rui Águas, mas disse que aceita e respeita a decisão do selecionador.
“Não foi por acaso que acompanhei os jogos da seleção. Abdiquei inclusive de passar o dia de aniversário com a minha filha para estar com a seleção e tentar ajudar no que pudesse. No último jogo, eu estava com a seleção e recebi a notícia da morte do meu tio. São por todas estas coisas que estou triste por não estar nos 30 pré-convocados”, desabafou o médio, que até agora era capitão dos “Tubarões Azuis”.
O jogador acrescentou: “Muito mais, quando o treinador, na conferência, disse que era um prémio para todos os que fizeram parte da qualificação. E eu pergunto a mim mesmo se andei a fazer de boneco?”
“Andei quatro meses a treinar sozinho todos os dias debaixo de frio, chuva, volto a repetir, sozinho, e todos os dias acompanhado pelo fisioterapeuta João Coito e pelo recuperar físico David Rosa, tudo a pensar somente na seleção, em estar bom para tentar integrar o lote de convocados, porque sei que sou importante para o grupo”, prosseguiu o jogador.
Marco Soares, 30 anos, que em Portugal jogou em clubes como a União de Leiria, Olhanense e Barreirense, referiu que está a treinar com a equipa do Estoril-Praia e trabalha “sem limitações”.
“Sabia que seria difícil estar na CAN, mas fiz tudo o que estava ao meu alcance para poder ser útil à seleção. A pergunta que faço é, será que eles quando fizeram os 30 pré-convocados levaram pelo menos isso em conta? Tiveram consideração por aquilo que sou na seleção e pelos anos que tenho de seleção e por todo o esforço que fiz?”, continuou.
O médio terminou deixando uma mensagem de apoio aos companheiros na selecção cabo-verdiana e agradecendo ao povo cabo-verdiano o “apoio, carinho e respeito”.
Na terça-feira, o treinador português Rui Águas, na seleção de Cabo Verde desde agosto, divulgou a lista de 30 pré-convocados para a CAN2015, sendo a grande novidade a chamada do avançado do Vitória de Guimarães Ricardo Gomes, que não participou na qualificação.
A lista dos 23 regulamentares será anunciada na próxima semana. A seleção cabo-verdiana inicia o estágio no dia 3 de janeiro em Portugal e, uma semana depois, realiza no Senegal um jogo particular com o Congo.
A CAN2015 realiza-se de 17 de janeiro a 8 de fevereiro na Guiné Equatorial, que substituiu Marrocos, país que desistiu de organizar a prova devido à epidemia do Ébola que assola alguns países da África Ocidental.
Cabo Verde, que participa na maior prova de seleções africanas pela segunda vez consecutiva, após a presença em 2013, na África do Sul, está no grupo B da prova, juntamente com Tunísia, República Democrática do Congo e Zâmbia.
Fonte: Lusa

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top