PUB

Política

“Estado de Cabo Verde não pode deixar a população na afronta”

O presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina traça um cenário “dramático” e “bem real” da situação dos campos de Cabo Verde e aponta medidas urgentes para “salvar as famílias e resgatá-las da fome”.
Francisco Tavares traçou este quadro no Conselho Geral da Associação Nacional de Municípios de Cabo Verde (ANMCV), que aconteceu esta sexta-feira, na cidade da Praia. O autarca considera que as anunciadas pelo Governo para fazer face ao mau ano agrícola “são claramente insuficientes”, e apelou aos seus colegas autarcas para estarem próximo do povo e atentos às suas necessidades.
“O Estado de Cabo Verde não pode deixar os autarcas na afronta, não pode deixar a população na afronta”, disse Francisco Tavares considerando que a “grave crise social” provocada pelo mau ano agrícola, “põe em causa a sobrevivência de largos milhares de famílias cabo-verdianas”.
Segundo o edil, este é “o momento de enterrar velhos machados de guerra, de trabalharmos juntos, através de contratos-programa para o salvamento do gado, a criação de emprego temporário através de projectos do presente e do futuro, e de enfrentarmos juntos este ano difícil e ajudar as populações, especialmente as mais vulneráveis”.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top