PUB

Mundo

Morreu o Comandante Alpoim Calvão, que liderou a invasão à Guiné Conacri em 1971

Guilherme Alpoim Calvão morreu esta terça-feira aos 77 anos de idade, conforme noticiou a imprensa portuguesa. Alpoim Calvão foi o comandante da “operação Mar Verde” na Guiné, em 1970, durante a guerra colonial.
Conforme noticia o Observador, a operação Mar Verde “foi uma polémica operação da Guiné Conacri” em 1971 para “resgatar prisioneiros de guerra portugueses, destruir armamento do PAIGC e eliminar o Presidente Sékou Touré”.
Na altura a operação terminou com “26 prisioneiros, libertados presos políticos do regime” e com “400 baixas do lado da Guiné”. Segundo o mesmo jornal, contudo os militares portugueses liderados na altura por Calvão “não conseguiram destruir todo o armamento, como os aviões MIG nem encontrar Touré”.
Em comunicado enviado à imprensa a Marinha portuguesa enaltece que “o comandante Alpoim Calvão distinguiu-se na guerra do ultramar, participando em diversas missões operacionais, tais como as Operações Trovão e Tridente, como Comandante do Destacamento de Fuzileiros Especiais nº 8. Planeou e comandou a Operação Mar Verde que permitiu a libertação de prisioneiros portugueses. Ficou desde sempre ligado à Guiné-Bissau”.
Estes são pedaços da história que irá eternizar aquele que foi um dos militares com mais condecorações das Forças Armadas portuguesas, entre elas a Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito, a do Comportamento, para não citar outras.
O funeral acontece quinta-feira e Calvão irá a enterrar no cemitério dos Olivais, depois da missa de corpo presente no Mosteiro dos Jerónimos.
C/Observador e Público

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top