Home » Actualidades » Santa Catarina: Polícia apreende três toneladas de canábis, que já foi queimada

Santa Catarina: Polícia apreende três toneladas de canábis, que já foi queimada

Ao contrário do que vem acontecendo em vários países do mundo em que a erva canábis tem vindo a ser despenalizada para consumo e fins medicinais, em Cabo Verde a sua produção e comercialização ainda é crime.

A localidade de João Bernardo, em Santa Catarina, foi no sábado, palco de uma apreensão de três toneladas de canábis, que foram destruídas no mesmo dia por autoridades policiais na presença de representantes do Ministério Público, informou fonte policial.

Segundo a mesma fonte, este é o resultado de uma operação desencadeada pela Polícia Judiciária, em colaboração com a Polícia Nacional e elementos da 3ª região militar. Mais de cem efectivos estiveram envolvidos.

As três toneladas de plantação de canábis foram, ainda, de acordo com a fonte policial, destruídas no mesmo dia, com a autorização e presença do Procurador da República da Comarca de Santa Catarina. Ninguém foi detido.

O concelho de Santa Catarina é, de acordo com informações policiais, tido como um dos maiores abastecedores de canábis em todo o país.

Ainda no mesmo concelho, em Outubro passado, foram detidos quatro indivíduos suspeitos de comercializarem “grandes” quantidades de canábis. Dos detidos três eram do sexo masculino e um do sexo feminino, com idades compreendidas entre 23 e 73 anos. As buscas aconteceram em uma residência na localidade de Gil Bispo.

Mas antes, em Setembro, a Polícia Nacional de Santa Catarina de Santiago apreendeu e destruiu várias plantações da referida erva, numa propriedade agrícola de Boa Entrada, arredores da cidade de Assomada.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade