Home » Actualidades » Cabo Verde é uma referência no continente africano em matéria de tecnologia de pagamentos electrónicos – DG da SISP

Cabo Verde é uma referência no continente africano em matéria de tecnologia de pagamentos electrónicos – DG da SISP

Cabo Verde é uma referência ao nível do continente africano em matéria de tecnologia de pagamentos electrónicos, disse ontem o director geral (DG) da Sociedade Interbancária e Sistemas de Pagamentos (SISP).

O responsável da SISP, que falava na abertura do 12º fórum 20 anos de Bolsa de Valores de Cabo Verde, afirmou que os cabo-verdianos manifestaram uma “adesão total” às tecnologias de pagamentos electrónicos.

“A nível de sistemas de pagamentos estamos avançados”, indicou o DG do SISP, acrescentando que o cabo-verdiano percebeu desde cedo as vantagens do pagamento electrónico.

Segundo ele, o sucesso de tudo isto fica também a dever-se ao facto de Cabo Verde, ao longo da sua história, ter “pautado por seriedade”.

“Não quisemos pactuar com factos que não sejam aceites pela comunidade internacional, nomeadamente aspectos ligados ao narcotráfico, lavagem de capital e nepotismo”, salientou Jair Silva, para quem essas coisas sempre “foram rejeitadas” pela sociedade cabo-verdiana e seus decisores.

Para o administrador Isidoro Gomes, a BVCV, ao promover um debate sobre a tecnologia de pagamentos electrónicos, quis aproveitar o momento académico, que é a universidade, para uma discussão sobre o tema e, no final, haver uma recomendação aos poderes decisores.

“Tirar proveito das potencialidades da tecnologia Blockchain será uma vantagem competitiva para o país”, pontuou o administrador da BVCV, acrescentando que isto pode “atrair os investidores”.

Na sua perspectiva, se se começar a pensar e reflectir sobre o tema que reuniu técnicos e académicos, o país poderá ser “pioneiro em África” na tecnologia Blockchain.

No entanto, prossegue, a introdução da tecnologia Blockchain deve ser algo “bem pensado e muito bem regulamentado”, uma vez que a confiança é o “princípio fundamental dos mercados”.

Por sua vez, o secretário geral da Universidade de Santiago, Silvério Tavares, saudou a iniciativa dos dirigentes da Bolsa de Valor em trazer para o debate como tema a moeda electrónica, envolvendo a academia.

O fórum promovido pela BVCV, sob o tema “Tecnologia Blockchain, Criptoativos, Ofertas Iniciais de Moeda” decorreu no Campus da Praia da Universidade de Santiago.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade