Home » Actualidades » Mindelact começa hoje com Marlene Freitas e “De Marfim e Carne – As Estátuas Também Sofrem” a abrir o palco

Mindelact começa hoje com Marlene Freitas e “De Marfim e Carne – As Estátuas Também Sofrem” a abrir o palco

Arranca esta sexta-feira,2, a 24ª Edição do Festival Internacional de Teatro do Mindelo, Mindelact 2018. O festival promete com Marlene Freitas a fazer as honras da casa esta noite no palco 1 com “De Marfim e Carne - As Estátuas Também Sofrem”.

Em ano de pré-bodas de prata, o Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact), que começa esta sexta-feira,2, e se estende até ao próximo dia 11, já está a superar todas as expectativas.

A garantia é da organização que viu a pré-venda de bilhetes bater todos os records, até agora. É que, inclusive, já há espectáculos com lotação esgotada, e não são poucos.

“De Marfim e Carne – As Estátuas Também Sofrem; A Metamorfose; Sonhos para Vestir; Cloun Creolus Dei; Negrinha, todos no palco principal, e praticamente todos os espectáculos do palco 2 estão esgotados”, avançou ao A NAÇÃO João Branco, director artístico do festival.

O mesmo garante que “está tudo a postos” para o arranque do festival, que começa esta noite com o espectáculo, também já esgotado, da cabo-verdiana Marlene Freitas,  com a peça “De Marfim e carne” no palco principal.

Ao todo, pelos diferentes “palcos” da cidade Mindelo são esperados 60 espectáculos, oriundos de 38 grupos e de 14 países. Alemanha, Angola, Argentina, Brasil, Cabo Verde, Cuba, Espanha, EUA, França, Gana, Marrocos, Portugal, República Checa e Uruguai. Os países mais representados são Cabo Verde, com 15 grupos, Brasil, com 6 e Portugal com cinco, mostrando mais uma vez o peso que a lusofonia tem no festival.

 

Forte presença nacional

 

A  destacar também a forte participação nacional, em todos os palcos do festival. No Palco 1, por exemplo, três dos nove espetáculos são 100% nacionais, sem “contabilizar” o grupo da cabo-verdiana Marlene Monteiro. Também no palco 2, quatro dos nove espetáculos são 100% nacionais, sem contar com o Flávio Hamilton, cabo-verdiano que vem de Portugal.

De salientar que, este ano, no palco 2 houve um aumento do número de peças para nove espectáculos,  mas sem reposições. Já o Festival Off também promete, pois este espaço de experimentação teatral, dedicado apenas a companhias nacionais, terá a Morna como tema central.

Já em termos de estreias absolutas, são cinco, divididas entre os Palcos 1 e 2. Mas, como avança João Branco, todos os espectáculos curtos do Festival Off também são inéditos. Uma dessas estreias é a coprodução do próprio festival Mindelact, o “Kriol K” (Palco 1), com o artista marroquino Khalid K.  Um espetáculo que surgiu de uma residência artística, de um mês, no Mindelo e que se inspira nas vivências e sonoridades da própria cidade. Já no Palco 2, o grupo Art’Imagem estreia “Armazenados”, um espetáculo que marca a primeira encenação do ator cabo-verdiano Flávio Hamilton.

Outro espectáculo a não perder é “Posso saltar do meio da escuridão e morder”, do Teatro Griot, uma companhia portuguesa constituída apenas por actores negros e que “há muito” a organização andava a tentar trazer ao festival.

Não menos importante será o espetáculo “O Evangelho Segundo Jesus, Raínha do Céu”, com a atriz trans Renata Carvalho, que tem sido alvo de múltiplas tentativas de censura no Brasil e que promete também atrair as atenções do público do Mindelact.

Do Brasil chega também uma das grandes divas do palco, e do grande ecrã, Vera Holtz, que vem dirigir a peça “Sonhos para vestir”, interpretada por Sara Antunes. Outro nome importante do Brasil, é o crítico Ruy Filho, que vem de São Paulo, para uma oficina de Crítica Teatral. Quem também irá atrair atenções no festival são o checo Radim Vizvary, considerado um dos melhores mimos do mundo, e Va-Bene Elikem Fiatsi, conhecido como CrazinisT artisT, um artista multidisciplinar originário do Gana, com uma performance surpreendente.

Os espectáculos dividem-se pelos diferentes “palcos”, entre eles, a Teatrolândia, o Ciclo de Contadores de Histórias, Teatro na Praça  e Montra de Performances. O Mindelact será feito ainda de várias oficinas práticas. Para aceder à programação completa aceda à página oficial do Mindelact no Facebook.

GC

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade