Home » Actualidades » “Nuno” dos Raiz di Polon seleccionado para II edição do Programa Residência Artística em Dança em Portugal

“Nuno” dos Raiz di Polon seleccionado para II edição do Programa Residência Artística em Dança em Portugal

A residência artística em dança é um programa criado ao abrigo do protocolo de cooperação celebrado entre a Câmara Municipal de Lisboa (Portugal) e o Instituto Camões.

O bailarino Djamilson Pereira, da companhia Raiz di Polon, é o artista seleccionado para participar na 2ª edição do Programa de Residência Artística em Dança, que decorre em Portugal de 1 a 30 de Novembro.

Segundo um comunicado do Instituto Camões chegado à nossa redacção o júri, constituído por João Fiadeiro, Ana Rita Wever, da Câmara Municipal de Lisboa, e Maria João Pinto Correia, do Camões-IP, foi “unânime” na decisão.

O júri considerou que a proposta de Djamilson Pereira, também conhecido por “Nuno”, é a que “melhor se enquadra” no programa dessa residência.

Esta residência artística é um programa que foi criado ao abrigo do protocolo de cooperação celebrado entre a Câmara Municipal de Lisboa (Portugal) e o Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. (Camões, IP) e visa promover o intercâmbio cultural, a troca de experiências artísticas, o diálogo e debate sobre música.

Nuno é professor de dança, desenhador, retratista e actor, com formação vária na área da dança em Cabo Verde e na Escola Superior de Dança de Lisboa, Portugal.

Djamilson Pereira participou em espectáculos dentro e fora de Cabo Verde com destaque para a ópera “Criolo”, do coreógrafo António Tavares, apresentada no Centro Cultural de Belém (Lisboa), em 2009.

Também marcou presença na estreia do filme documentário “Imigranti”, do realizador Guenny Pires, em Boston, Estados unidos da América e como actor no filme documentário “Kontinuasom” e no vídeo “Instalação Utopia”, do cabo-verdiano César Schofield.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade