Home » Mundo » MNE japonês visita Timor-Leste para analisar relações bilaterais

MNE japonês visita Timor-Leste para analisar relações bilaterais

Taro Kono inaugural, durante a sua estada, a nova ponte sobre a ribeira de Comoro, na zona Ocidental da capital timorense, Díli, oferta do Governo japonês.

O ministro dos Negócios Estrangeiros japonês inaugura, sexta-feira, 12, uma nova ponte em Díli, durante uma visita que efectua a Timor-Leste e em que deverá ser assinado um novo Acordo de Cooperação.

Taro Kono inaugura a nova ponte sobre a ribeira de Comoro, na zona Ocidental da capital timorense, Díli, oferta do Governo japonês.

A ponte, que está aberta ao público desde 13 de Setembro, teve um custo de 26 milhões de dólares e permite uma ligação alternativa para uma das zonas de maior expansão da cidade.

Com um comprimento de 249 metros e ligações dos dois lados da ribeira – que totalizam mais de 3,2 quilómetros -, a obra inclui, ainda, uma estrada até perto da zona de Tasi Tolu e uma nova ligação à rotunda do aeroporto “Nicolau Lobato”, esta última ainda em curso.

Segundo as fontes do Executivo, deverá ser assinado um novo Acordo entre a agência de Cooperação Japonesa (JICA) e o Instituto Nacional de Administração Pública (INAP) timorense.

O apoio à formação e capacitação de recursos humanos é um dos elementos centrais da cooperação japonesa com Timor-Leste, em particular através do projecto da Bolsa de Desenvolvimento de Recursos Humanos (JDS, na sua sigla em inglês).

Segundo a Cooperação Japonesa, o objectivo do Projecto JDS, actualmente implementado em 15 países, é “apoiar o desenvolvimento de recursos humanos nos países recetores da ajuda japonesa, através de funcionários governamentais altamente capacitados e outros”.

Durante a vista de 24 horas a Díli, Taro Kono deverá reunir-se, entre outros, com o Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, com o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak e com o ministro dos Negócios Estrangeiros interino, Agio Pereira.

A deslocação do chefe da Diplomacia japonesa a Timor-Leste insere-se numa visita mais ampla à região, que inclui passagens pela Austrália e Nova Zelândia e ainda a participação nas reuniões anuais do FMI (Fundo Monetário Internacional), que decorrem em Bali, na Indonésia.

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade