Home » Actualidades » Nação e Identidade e a singularidade cabo-verdiana

Nação e Identidade e a singularidade cabo-verdiana

É dado à estampa esta sexta-feira, 05, na Livraria Pedro Cardoso, o livro “Nação e identidade, A singularidade de Cabo Verde”, da autoria de João Paulo Madeira.

 O livro resulta da tese de doutoramento, apresentada e defendida por João Paulo Madeira no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Cidadão português, Madeira é professor convidado da Uni-CV.

Tema recorrente no ensaísmo cabo-verdiano, a obra traz à liça uma vasta consulta de fontes documentais, a par de entrevistas a 59 personalidades, entre escritores, historiadores e investigadores ligados à temática.

“Nação e Identidade” é, por isso, mais um contributo para a explicação e a compreensão da “singularidade” cabo-verdiana no espaço sub-regional em que se situa, enquanto lugar de encontro de culturas e povos.

Mas, é no capítulo IV que João Paulo Madeira procura trabalhar a questão da identidade para perceber como é que ela se configura ao longo do tempo, através dos elementos culturais de Cabo Verde, tais como a música, a gastronomia, o casamento, a religiosidade, os rituais de nascimento e morte, entre outros.

“Com esta tese, postula que a questão fundamental da identidade cabo-verdiana não é dicotómica”, escreve Pedro Borges Graça no prefácio de “Nação e Identidade”.

“É antes ambivalente, no sentido em que integra os elementos culturais africanos e europeus num compósito afro-europeu paradigmaticamente humanista e universalista”, destaca, realçando que o processo da miscigenação cabo-verdiano “é efetivamente o mais antigo da Idade Moderna, velho de mais um século relativamente ao Brasil.”

O lançamento de “Nação e Identidade” está marcado para às 18 horas, na Livraria Pedro Cardoso, no bairro da Fazenda, cidade da Praia. A apresentação da obra estará a cargo da escritora Vera Duarte.

Docente universitário, João Paulo Madeira é autor de cerca de três dezenas de artigos publicados em revistas com arbitragem científica e tem como áreas de interesse o problema de desenvolvimento e da construção do Estado e da Nação em África, Relações Internacionais e Estudos Científicos.

A NAÇÃO/Inforpress

 

 

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade