PUB

Economia

Maioria dos formados no núcleo da EHTCV do Sal fica na ilha a trabalhar

De portas abertas há seis meses, o núcleo da EHTCV (Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo VerdeI) no Sal tem, por enquanto, dois cursos de formação inicial de nível III: Cozinha/Pastelaria e Restaurante/Bar.

A capacidade instalada é para 25 formandos para cada curso e, segundo o director, Sérgio Sequeira, a procura tem sido razoável, mas “sem atingir a capacidade de carga”.

Para compensar, a Escola vai diversificar as ofertas e já avançou com a formação de activos, no sentido de “qualificar e certificar a mão-de-obra do sector”.

Na óptica de Sequeira, este núcleo tem a vantagem de estar localizado na ilha que recebe mais turistas em Cabo Verde, o que faz com que a “proximidade ao sector da Hotelaria, Restauração e Turismo” permita reforçar, também, dessa forma, a “credibilidade da EHTCV” junto dos parceiros locais.

Interpelado se este pólo está a formar especificamente para os hotéis da ilha do Sal, esse responsável admite que a “maioria” fica no Sal, devido “à forte demanda do mercado de trabalho”.

Porém, há alunos que já foram para estágios em outras ilhas e mesmo para fora do país. Por enquanto, o plano para o núcleo do Sal é desenvolver “esforços, no sentido de ganhar músculo e credibilidade”, no mercado.

GC

*Esta reportagem integra um Dossier especial Formação Profissional publicado na edição impressa nº572

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top