Home » Actualidades » Qualificação Can 2019: Selecção nacional de futebol joga amanhã contra Lesoto

Qualificação Can 2019: Selecção nacional de futebol joga amanhã contra Lesoto

A selecção nacional de futebol entra em campo neste domingo (9) para uma partida a contar para a segunda jornada do grupo L de qualificação para a CAN 2019.

O combinado crioulo está no último lugar do seu grupo, pelo que procura regressar às vitórias. Fora de campo, a não comparência de Jovane Cabral ao estágio vai “ensombrando” a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF).

Os jogos de qualificação para a CAN 2019 regressam já neste fim-de-semana, de 8 e 9 de Setembro, naquele que é o primeiro jogo disputado por Rui Águas, neste seu regresso a Cabo Verde. A equipa cabo-verdiana entra em campo no domingo, dia 9, em casa do Lesoto.

Recorde-se que na primeira jornada da prova, Cabo Verde perdeu em casa, por 0-1, frente ao Uganda. A partida realizou-se em Junho do ano passado. Com isso, Cabo Verde caiu automaticamente para a última posição do grupo L, sem qualquer ponto. Já o Uganda, com três pontos, seguiu no sentido inverso, ascendendo ao primeiro lugar. Lesoto, o próximo adversário dos Tubarões Azuis, está na segunda posição, com um ponto, tal como a Tanzânia.

Na primeira convocatória de Rui Águas voltaram a sobressair-se os alguns dos nomes mais habituais: Vozinha, Stopira, Ponck, Steven Pereira, Tiago Almeida, Fernando Varela e Jeffrey Fortes, Babanco, Helder Tavares, Marco Soares, Ryan Mendes, Júlio Tavares, Ricardo Gomes, Djaniny e Héldon Ramos. A eles juntaram-se alguns regressos sonantes e também novidades: Thierry Graça, Elber Évora, Tax, Platiny, Hugo Cardoso, Bruno Amado, Jovane Cabral e Nuno da Costa. E com as lesões de Marco Soares e Babanco, foram incluídos na lista Arcanjo, Diney e Maílson.

Zé Luís, então ao serviço do Spartak de Moscovo, foi um dos grandes ausentes. Antecipou à FCF, no dia da convocatória, pedindo a dispensa dos trabalhos da selecção. O facto gerou indignação por parte da massa adepta, e não só.

Zé Luís lá procurou se justificar, no dia seguinte, mas o certo é que esta não é a primeira vez que ele protagoniza episódios do tipo. Em 2013, nas vésperas da CAN, pediu a dispensa para poder se focar na sua equipa de então, o Sporting de Braga.

 

Regresso de Águas e de vitórias

A mudança de seleccionador constituiu um bom prenúncio para a selecção principal. Rui Águas, o homem que conduziu Cabo Verde à sua segunda presença numa CAN, regressa a casa depois da experiência entre 2014 e 2015.

No primeiro jogo deste regresso ao comando dos “Tubarões Azuis”, o técnico luso arrancou uma vitória por 3-2, em solo argelino. Frente a uma selecção repleta de estrelas, os pupilos de Águas foram felizes com os golos de Ricardo Gomes, Ryan Mendes e Júlio Tavares.

Seguiu-se mais um amigável, na Taça cidade de Almada, partida onde Cabo Verde foi soberbamente superior a Andorra, ainda que se tenha registado um nulo a zero, ao longo dos 90. Da marca das grandes penalidades Cabo Verde foi mais feliz tendo vencido por 4-2.

 

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade