Home » Actualidades » Receitas geradas das apostas efectuadas no Totoloto e Joker em 2017 atingiram 41% – responsável

Receitas geradas das apostas efectuadas no Totoloto e Joker em 2017 atingiram 41% – responsável

Comparativamente ao ano 2016, que registou um total de receitas de 25%, o ano 2017 teve um aumento significativo.

O responsável do sector dos jogos sociais, Avelino Gonçalves, afirmou hoje que as receitas geradas das apostas efectuadas no Totoloto e Joker em 2017 atingiram 41%, salientando que esse valor é o mais alto registado nos últimos oito anos.

Avelino Gonçalves fez estas declarações em entrevista à Inforpress, quando fazia o balanço das apostas efectuadas no Totoloto Nacional e no Joker, nos últimos anos, tendo na ocasião afirmado que, comparativamente ao ano 2016, que registou um total de receitas de 25%, o ano 2017 teve um aumento significativo.

De acordo com este responsável, a principal razão desse aumento deve-se à acumulação do jackpot, isto porque, explicou, quanto maior for o volume do prémio maior serão as apostas.

“O que está na base do aumento das apostas do ano 2017 é o valor do prémio porque tivemos um prémio do totoloto no valor de quase 20 mil contos e esse ramo dos jogos sociais normalmente dinamiza a aposta. As receitas geradas do totoloto são maiores do que o Joker, porque o valor dos bilhetes é grande”, sustentou.

Entretanto, o primeiro semestre de 2018 comparativamente ao primeiro semestre de 2017, segundo Avelino Gonçalves, há tendência de uma descida registando um decréscimo de 18% das receitas geradas nas apostas, apontando o mau ano agrícola como um dos factores dessa descida.

Conforme a mesma fonte, o valor global das apostas no sector do loto e do Joker em 2017 foi de 504 mil contos, sendo 322 mil contos correspondente às apostas efectuadas no Totoloto Nacional e 181 mil contos correspondente às apostas feitas no Joker.

Por outro lado, o número de bilhetes consumidos em 2017 a nível nacional, de acordo com o responsável do sector dos jogos sociais, foi de 4 mil e tal bilhetes.

O valor total das apostas do primeiro semestre de 2018 são de 203 mil contos, sendo que 128 mil contos correspondem às apostas efectuadas no Totoloto Nacional e 74 mil contos no Joker, respectivamente.

O número de bilhetes consumidos em 2018 a nível nacional, referente ao primeiro semestre do corrente ano, corresponde a 1.658.918 bilhetes.

Conforme o regulamento, o valor total das receitas geradas pelas apostas no sector do loto e do Joker é dividido em duas partes. 50 % das receitas destinam-se aos prémios para os acertantes. A outra metade é distribuída a outros beneficiários do Estado, da qual 15% vai para a administração de Jogos, a Cruz Vermelha recebe 12% e 10% é para a comissão dos agentes, a FICASE, o Ministério da Cultura e a Direcção-Geral dos Desportos recebem 3% cada.

Inforpress

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade