Home » Actualidades » Santa Catarina: Jovens criam agência de guias turísticos para mostrar encantos da região

Santa Catarina: Jovens criam agência de guias turísticos para mostrar encantos da região

Nesta primeira fase, o foco da “Rural Tours” está nas Sete Maravilhas de Santa Catarina e sítios das revoltas.

“Rural Tours” é uma agência de guias turísticos, criada por Aldino Pereira, professor de Francês, natural de Santa Catarina, e Edmilson Sousa, docente de inglês, oriundo de São Salvador do Mundo (Picos).

Aldino Pereira explica ao  A NAÇÃO que a “Rural Tours” nasceu da necessidade sentida no domínio da prestação de um serviço de guia com qualidade para os turistas que procuraram Santa Catarina e outros concelhos do interior de Santiago para turismo rural.

“Através de um pequeno levantamento que fizemos junto do posto de Informação Turística, na Praça da Assomada, constatamos que há falta de guias para acompanhar turistas para os sítios que querem visitar no concelho. Ficamos a saber que os turistas são aconselhados a apanhar um táxi para os levar para o sítio que desejam visitar. E chegando ao local os taxistas deixam os turistas abandonados a sua própria sorte, sem alguém para lhes contar histórias do local. E por vezes são vítimas de assaltos”, nota  Aldino Pereira.

Por outro lado, os nossos interlocutores avançam que constataram também que a Assomada é pouco referenciada e muito mal apresentada pelos guias, apesar de ter muita história e locais bonitos.

“Os turistas que vêem acompanhados dos guias da cidade da Praia apenas fazem fotografias no miradouro de Cruz de Picos, e da estátua de Amílcar Cabral na Praça da Assomada e do Centro Cultural  “Norberto Tavares”, e seguem para o Tarrafal ou voltam para Praia, sem conhecer os sítios históricos, a cultura e as maravilhas de Santa Catarina. Praticamente, apenas faziam um passeio de carro para fotografias até Santa Catarina”, frisa Edmilson Sousa.

Aldino Pereira lamenta que poucos guias entram com os turistas no Centro Cultural para lhes contar a história de Norberto Tavares. “Temos um concelho rico em história e manifestações culturais, mas o museu da Tabanca em Chão de Tanque, e os sítios onde aconteceram importantes revoltas, designadamente Ribeirão Manuel, Engenhos e Achada Falcão, são pouco visitados. Os guias não levam os turistas para estes sítios e muitos menos procuram as setes maravilhas que ficam distantes do centro da Assomada”, desabafa Pereira.

(Leia mais no Jornal A Nação edição – 572 de 16 a 22 de Agosto de 2018)

SM

PartilheTweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someone

Comentário

Publicidade