PUB

Mundo

Venezuela: Supremo exclui aliança opositora da revalidação de partidos

O Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela decidiu excluir a aliança da oposição, Mesa de Unidade Democrática (MUD), do processo de revalidação de partidos, que vai decorrer no fim de semana.

O processo de revalidação, organizado pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE) venezuelano, vai ser realizado, na sequência da decisão da Assembleia Constituinte (AC) de organizar as próximas presidenciais até 30 de Abril próximo. As eleições estavam previstas para o final do ano.

No texto da decisão do Supremo venezuelano, “ordena-se ao CNE a exclusão da MUD do processo de revalidação convocado”, por a formação agrupar “diversas organizações políticas já revalidadas” e outras que aguardam revalidação para participarem no processo eleitoral de carácter nacional.

Na decisão, a Sala Constitucional, uma das seis salas que compõem o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) venezuelano, sublinhou que o “carácter de agrupamento contraria abertamente a proibição da dupla militância”, definida na Lei de Partidos Políticos, Reuniões Públicas e Manifestações.

A decisão do STJ foi conhecida depois de dois partidos opositores, Primeiro Justiça e Vontade Popular, terem anunciado que iam participar no processo, apoiando o candidato da aliança opositora MUD.

Para o STJ, “o partido que não cumpra o processo de revalidação da inscrição perante o órgão eleitoral, não poderá participar em nenhum processo eleitoral”.

A 11 de Dezembro último, o Presidente da Venezuela tinha anunciado que os partidos que não participaram e apelaram para um boicote nas municipais de 10 de Dezembro último, estariam impedidos de participar nas Presidenciais.

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top