PUB

Sociedade

PJ detém indivíduos suspeitos da prática do crime de burla informática

A detenção aconteceu sequência de diligências encetadas pela PJ, a partir de uma queixa apresentada por um cidadão de nacionalidade portuguesa, contra desconhecidos, por crime de burla informática, no valor de novecentos e onze mil escudos.
Em nota oficial a PJ explica que apurou que no passado dia 11 de janeiro, três suspeitos, dos quais, um rapaz, uma rapariga e uma menor de 14 anos, subtraíram do queixoso, que se encontrava numa discoteca da capital, o seu cartão vinti4 e respetivo pin, tendo efetuado nos dias 12 e 13 de janeiro, várias operações de levantamento em caixas ATM e compras em boutiques e outros estabelecimentos comercias, situados na Praia e em Assomada, no montante 911.000400, deixando o queixoso apenas com 550$00 de saldo na sua conta.
Um dos suspeitos foi encontrado na posse de uma pistola, calibre 6,35mm, com carregador e 3 munições. O suspeito foi detido em flagrante delito e apresentado ao juiz para o primeiro interrogatório e aplicação de medida de coação.
“Enquanto aguardava a decisão do juiz, foi solicitado e emitido contra ele e a sua companheira, maior de idade, mandatos de detenção fora de flagrante delito, pela prática de um crime de burla informática qualificada”, lê-se no document que dá conta que “aos detidos foram aplicados como medidas de coação Termo de Identidade e Residência”.
 

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top