Home » Actualidades » José Maria Neves passa testemunho ao novo Primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva

José Maria Neves passa testemunho ao novo Primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva

A passagem dos ‘dossiers’, entre o primeiro-ministro cessante e o que toma posse na sequência das legislativas de 20 de Março, foi um acto marcado por uma de manifesta cordialidade.

José Maria Neves procedeu, no final da tarde desta quinta-feira, à passagem formal das pastas de governação do país ao novo Primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva (MpD), que é empossado esta, sexta-feira 22, às 17H00, na Presidência da República.

A passagem dos ‘dossiers’, entre o primeiro-ministro cessante e o que toma posse na sequência das legislativas de 20 de Março, foi um acto marcado por uma de manifesta cordialidade.

“Entrego as pastas e as chaves do gabinete do Primeiro-ministro ao novo chefe do Governo, Dr. Ulisses Correia e Silva, desejando-lhe muito sucesso no exercício das suas funções. Bem merece, porque Cabo Verde é um país com desafios complexos”, exulta JMN.

Segundo José Maria Neves, o processo de passagem de testemunho a Ulisses Correia e Silva decorreu da melhor forma. “Esta transição está a acontecer com muita serenidade, tranquilidade e elevado sentido de Estado. Já fizemos a transmissão dos principais dossiers que têm a ver com a acção do Primeiro-ministro de Cabo Verde e desejamos sucesso nos próximos cinco anos a frente da governação do país”, regozija-se.

Ulisses Correia e Silva reafirmou as palavras do seu antecessor e destaca igualmente o sentido de Estado que está a marcar o processo de Transição. “Estamos a fazer uma transição tranquila e a fazer escola, porque em Democracia as alternâncias acontecem. Portando, as passagens e as transições devem ser com o máximo sentido de Estado. Isto está a acontecer quer entre mim e o Primeiro-ministro, José Maria Neves, quer entre os restantes outros membros do Governo”, reconhece.

Ulisses Correia e Silva garante que José Maria Neves vai continuar a merecer algumas regalias, tais como direito à segurança e a uma viatura particular.

AN

 

 

 

 

Comentário

Publicidade