Home » Actualidades » Índice de Preços do Turismo aumenta 5,8 pontos percentuais

Índice de Preços do Turismo aumenta 5,8 pontos percentuais

A taxa de variação homóloga registada pelo Índice d Preço do Turismo foi de 9,5 por cento (%), no quarto trimestre de 2015, aumentando 5,8 pontos percentuais (p.p) face ao mesmo valor registado no trimestre anterior.

A taxa de variação homóloga registada pelo Índice d Preço do Turismo foi de 9,5 por cento (%), no quarto trimestre de 2015, aumentando 5,8 pontos percentuais (p.p) face ao mesmo valor registado no trimestre anterior.

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), a variação trimestral observada no quarto trimestre de 2015 foi de 1,9 %, inferior em 7,2 p.p. ao valor registado no trimestre anterior (9,1%), reflexo do padrão de sazonalidade deste indicador.

A classe Hotéis Cafés e Restaurantes, restrito apenas ao alojamento, mostrou uma variação homóloga de 10,0%, 7,7 p.p. acima da que se verificou no trimestre anterior. Essa variação contribuiu para 9,1 p.p. para a variação do IPT total, determinando em grande parte, o movimento do indicador.

O nível de preços da classe Transportes manteve-se constante em relação ao trimestre homólogo.

Já a taxa de variação no trimestre em análise é de 1,9%, inferior ao registado no trimestre anterior verificado em 9,1%. De acordo com o INE, esta diminuição foi um resultado de comportamentos sazonais de natureza mensal, com particular incidência em Novembro.

Nos serviços de Alojamento registaram-se variações positivas nos grupos, Aldeamento turístico (5,5%), Hotel apartamento (3,9%) e Hotel (1,8%). Nos restantes grupos verificou-se quebra ou estagnação.

A nível regional, registaram-se variações em cadeia trimestrais positivas nas ilhas do Sal (8,6%), de Santo Antão (5,3%), de Santiago (1,2%) e de S. Vicente (0,3%). O Sal é a ilha com a maior variação positiva do IPT (Gráfico 4). A ilha de Boa Vista é a única a registar uma variação em cadeia negativa (-4,3%).

Registaram-se contribuições positivas das Ilhas de Santo Antão, Boa Vista e Sal (esta a mais acentuada) para a taxa de variação homóloga trimestral do IPT. Por outro lado, as ilhas de S. Vicente e Santiago apresentaram contribuições ligeiramente negativas.

Comentário

Publicidade