PUB

Política

Governo cabo-verdiano presta solidariedade ao povo e ao homólogo francês

O primeiro-ministro, José Maria Neves, prestou homenagem hoje, na Cidade da Praia, ao povo e ao governo francês, pelas vítimas dos atentados de Paris, ocorridos sexta-feira, 13, e que resultaram na morte de 129 pessoas e 352 feridos.
O chefe do Governo, que esteve esta manhã na embaixada da França, na Cidade da Praia, onde assinou o livro de condolências, considerou o acto de terrível, de horror contra a liberdade, democracia e o estado de direito democrático, e desafiou a toda a humanidade a unir esforços, contra o terrorismo, sustentando que se trata de um atentado contra a humanidade e o mundo livre.
Para José Maria Neves, o mundo precisa de unir em torno de uma aliança para combater o terrorismo e todas as formas de intolerância, para que juntos possam ter uma forte aliança para a liberdade, paz, entre todos os povos do mundo.
O primeiro-ministro adiantou que neste momento a segurança em Cabo Verde foi reforçada, e que dentro de dias serão tomadas outras medidas sobretudo a nível dos aeroportos e portos do país, de modo a garantir o essencial da segurança.
Por seu turno, o embaixador da França em Cabo Verde, Olivier da Silva, disse que o gesto do chefe do Governo cabo-verdiano demonstra que sempre estiveram ao lado da França, não só neste momento difícil em que o seu país atravessa, mas também como suporte para combater e vencer o terrorismo.
Segundo o diplomata, neste momento a embaixada e outros pontos do país estão sob a protecção de Cabo Verde, realçando que a disponibilidade do Governo cabo-verdiana foi imediata e total desde os primeiros instantes.
“As 10:00 de Cabo Verde, 12:00 em França, e um pouco por todo o mundo será feito um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do atentado de Paris, e contra os nossos inimigos e os terroristas”, avançou, salientado que o seu país vai continuar a lutar contra o terrorismo, a barbaridade, mas sobretudo os países identificados.
Na ocasião lembrou que agora o controlo no território francês será mais rigoroso, sobretudo na entrada, mas que a prestação de serviço de vistos no arquipélago não sofrerá nenhuma alteração.
Em relação ao jovem cabo-verdiano que se encontrava na sala de espetáculos do Bataclan que se encontra entre os feridos, adiantou que o mesmo está fora de perigo e que já teve alta do hospital.
Durante a cerimónia de um minuto de silêncio estiveram presentes os ministros da Defesa, Jorge Tolentino, e das Comunidades, Fernanda Fernandes, a secretária de Estado dos Negócios Exteriores, Maria Jesus Miranda, a coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ulrika Richardson Golinski, embaixadores acreditados no país, sociedade civil e entre outras personalidades.
Na última sexta-feira foram registadas várias explosões na Cidade de Paris, os ataques ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espectáculos e o estádio nacional, onde decorria um jogo de futebol entre as selecções de França e da Alemanha.
No sábado, o grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou os atentados terroristas em Paris.
Fonte: Inforpress

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top