PUB

Desporto

Futebol: Regional de Santiago Sul arranca amanhã

O pontapé inicial é dado, ao início da noite, entre as formações da Académica e do Varanda, tendo como jogo de destaque a partida entre o campeão em título Boavista e o Travadores.  A Associação Regional de Futebol de Santiago Sul (ARFSS) fez saber, através de seu presidente, Mário Avelino Donnay, que jogos à noite serão recorrentes, ao início de cada jornada.

Num cenário normal apenas 10 das equipas de Santiago Sul estariam a disputar a competição. A recém eleita direcção da ARFSS aumentou o número de equipas a competir na 1ª divisão para 12. Assim, não só promoveu as duas primeiras classificadas do segundo escalão de futebol da capital, o Delta e o Eugénio Lima, como abriu portas a uma segunda chance aos que deveriam descer de divisão, o Vitória da Praia (último da 1ª divisão) e o Varanda (penúltimo).

É certo que o Varanda e o Eugénio Lima disputariam a liguilha, sendo ela a última oportunidade de se manterem no escalão dos selectos.

Boavista à procura do “BI”

O primeiro nome dos candidatos ao título que surge é o do actual campeão, Boavista da Praia, que, sem dúvida, quererá revalidar o título regional para poder marcar presença no próximo Campeonato Nacional.

Para tal, os axadrezados foram buscar o antigo treinador do Spartak de Aguadinha no Fogo, Joel de Castro, que assim sucedeu ao Humberto Bettencourt no comando da formação. Portanto, o técnico português adiantou ao A NAÇÃO dos esforços que a direcção do clube fez para que pudesse assegurar, ao máximo, a base dos jogadores com que se sagrou campeão na época transacta.

Entretanto, o Boavista, não se acomodou e foi ao encontro de jogadores previamente identificados, dos quais conseguiu alguns, algo que Joel considera “processos normais no futebol”, dando, por outro lado, ênfase ao conjunto no seu todo. “O mais importante é que o grupo está forte e com qualidades técnicas e humanas que nos faz acreditar que com trabalho podemos alcançar o que desejamos”, adianta.

Para a corrida que se vai iniciar agora, o clube foi buscar o antigo guarda-redes do Derby de São Vicente, Willy, e os ex-Mindelense Tatá e Xibaca. Ainda no lote de reforços estão nomes como Katio, Nedil, Lé, Dário e Arlindo.

Para já o Boavista começa o campeonato motivado pela conquista da Supertaça de Santiago Sul, frente a formação da Académica por uma bola a zero no passado sábado.

12º jogador para os Travadores

Já os Travadores prometem dar muito trabalho, tentando fazer uma campanha diferente, para melhor, em relação a época passada, onde ficaram num modesto oitavo posto.

O comando técnico da equipa é responsabilidade do treinador Alex Lopes (campeão nacional pelo Sporting em 2009), tendo o clube reforçado com vários jogadores, onde despontam nomes como Ravy (guarda-redes), Tchorca, Di D Mena, Tabaco, Deco, Ravi, Hadji, Mano, Trapatonni, Nuna, Bruno, Zá, Vargas, Gamarra, Tio, Evandro, Celso, Chibike, Givalder.

À conversa com este semanário, Fernando Fermino, elemento da direcção dos Travadores, adiantou que “com os reforços que têm neste momento a expectativa mínima é fazer um bom campeonato, primando pelo objectivo habitual que é a luta pelo título regional”, contando sempre com apoio dos seus sócios (12º jogador) através da campanha “cinco mil sócios”

Já relativamente aos escalões de formação provenientes da Escola Geração Benfica, a ideia, segundo o responsável, “é integrar alguns jovens no plantel principal, mas isto só na próxima época” .

Sporting renasce e rejuvenesce

Já o Sporting Clube da Praia, que ficou no segundo posto na época passada, inicia a perseguição ao título num embate frente aos Garridos. Apesar disso, os leões terão o seu jogo adiado, já que, conforme a ARFSS,  a equipa estará a disputar um torneio na cidade do Mindelo que conta com a presença da Associação Académica de Coimbra.

Sporting, nos últimos anos, tem-se assumido sempre como um claro candidato à conquista do título e este ano não será diferente, conforme o seu treinador, Bubista.

“A perspectiva é fazer sempre um bom campeonato, com um conjunto que agrada aos sócios e aos simpatizantes do clube”, afirma Bubista e adianta ao mesmo tempo que “pelo historial dos ‘Leões’ da capital, deve-se ter sempre o nacional no pensamento”, sabendo que para tal, basta a conquista do regional de Santiago Sul, que é “a primeira preocupação”.

O Sporting reforçou-se com vários jogadores provenientes de outras equipas de Santiago, como são os casos de Kelvin, Zeby, Edidi, Fredy, Kily, João, Dá, Yanick, Tidy. Ao mesmo tempo, foi buscar reforços em equipas de outras paragens do país, entre eles Gaussou, Victor (ambos ex-Mindelense), Bada (ex-Ultramarina), Vavá (ex-Cutelinho do Fogo), Genisis (sem clube no ano passado, anteriormente da Académica do Fogo) e Beto (ex-Sanjoanense – Boa Vista).

Da Roménia chegou o Rody, do ACS Poli Timisoara, para integrar um plantel composto ainda por alguns jogadores da formação do Sporting.

Apesar das várias opções e reforços sonantes, existentes no plantel ao seu dispor, Bubista faz questão de destacar que “o mais importante é o colectivo” e que “a experiência dos reforços deve-se conciliar com a juventude que foi promovida, pois é uma das prioridades e talvez o futuro do clube”.

Académica quer ficar entre os três primeiros

A Associação Académica da Praia, que ficou no sexto lugar na época passada, procura, sob a orientação do treinador Humberto Bettencourt, manter-se entre os três primeiros classificados. O primeiro embate  dos “Estudantes” será contra a formação do Varanda.

Este ano a Académica tem no seu plantel valores como Moleza (guarda-redes), os defesas Paulo, Djimy, Patrique Rone e Maicon, os médios Wilker, Moisés, Diney, Di e Duko, os extremos Djenany e Alex e ainda os avançados Dário e Nido.

Eugénio Lima estreia-se na 1ª divisão

A equipa do Eugénio Lima entra em campo frente ao Desportivo e para trás fica toda uma luta na segunda divisão a culminar com o momento histórico para esta equipa do bairro da capital com o mesmo nome. O clube chegou a este patamar após ter ficado no segundo posto da segunda divisão na época passada, atrás do Delta.

O novo formato do Regional de Santiago Sul permitiu a equipa uma ascensão directa ao primeiro escalão, enquanto que o clube já se preparava para o liguilha, contra o Varanda.

Uma vez aqui, o presidente do Eugénio Lima, Mateus Martins, reconhece as suas fragilidades, tendo em conta que a equipa é bastante jovem e mira a manutenção no primeiro escalão como objectivo primordial. “Vamos disputar o campeonato com as equipas da nossa dimensão, tentando o maior número de pontos nos jogos, para que no final da primeira volta possamos estar numa situação confortável”, diz.

Daniel “Angula” Cardoso é o nome escolhido para conduzir a equipa durante a época, ele que transita com a equipa desde a temporada passada. No mesmo sentido o colectivo do ano passado permaneceu e ainda aguarda respostas de contactos previamente estabelecidos.

O grande problema da equipa neste momento estará na ordem financeira, já que, segundo Mateus, “sem patrocínios, reforçar dificilmente seria possível, portanto, contamos com a disponibilidade dos jogadores e tentaremos aproveitar dispensas de outros clubes para ainda nos reforçarmos mais”.

Programa da 1 ª jornada
Sexta-feira – 13 de Novembro
Académica vs Varanda – 16:00
Sabado – 14  de Novembro
Delta vs Bairro – 16:00
Boavista vs Travadores – 17:45
Domingo – 15 de Novembro
Vitória vs Celtic – 16:00
Eugénio Lima vs Desportivo – 17:45
Jogo adiado
Sporting vs Garridos

JF

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top