PUB

Política

São Vicente: UCID vai chumbar orçamento da Câmara Municipal

A bancada da UCID na Assembleia Municipal de São Vicente (AMSV) assegura que não vai aprovar o orçamento nem plano de actividades para 2016. A garantia é do líder da bancada, Lídio Silva.
A sessão ordinária da AMSV que vai apreciar esses dois instrumentos de gestão municipal está marcada para os dias 24 e 25 próximos, mas desde já a bancada da UCID, parceira do MpD ao longo do mandato, posiciona-se contra. Isto porque, segundo o líder da bancada, Lídio Silva, o partido democrata-cristão vem sendo enganado desde 2012 pelo presidente Augusto Neves, que “só cumpre as leis que ele quiser”.
“Essa atitude de quero, posso e mando está patente nas suas decisões diárias, ultrapassando tudo e todos uma vez que não respeita ninguém, nem a Assembleia Municipal, muito menos o grupo político da UCID”, salienta Lídio Silva.
Tal situação, conforme Silva, mostrou-se em relação ao orçamento de 2015, que ainda assim acabou por ser aprovado pela bancada da UCID, depois de se fazer uma adenda com uma série de exigências para “equilibrar” os instrumentos. Algo que acabou por não ser cumprido. “Quando não se é sério, a elaboração e consequente assinatura de uma adenda não dá garantia nenhuma , porque no fundo nunca foi intenção do sr. Presidente cumprir com a sua palavra”, sublinha o líder dos “democratas”, classificando a atitude de Augusto Neves como “desonestidade política grave”.
Lídio Silva elencou uma série de obras que ficaram por ser feitas, entre estas a construção do miradouro de Monte Gut, que o leva a fazer uma avaliação negativa da CMSV. Questionado se a UCID não tem a sua cota parte de culpa, o líder da bancada afirma “dar a mão palmatória”, admitindo ainda que a coligação feita com o MpD para gerir a edilidade “não funciona na prática”. “Estamos conscientes que temos sido arrastados, mas não temos autonomia para fazer de outra maneira”.
O eleito da UCID informa. Por outro lado, que nem o partido nem a AMSV tem recebido os balancetes trimestrais, contendo as informações sobre como o presidente Augusto Neves tem utilizado o dinheiro, inclusive do empréstimo feito no ano passado para incrementar o orçamento. Concluiu dizendo ser essa “mais uma estratégia” do autarca fugir às suas responsabilidades.
LN

Adicionar um comentário

Faça o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUB

PUB

To Top